Home » HRBA apóia CRM na capacitação de profissionais da Saúde em Santarém

HRBA apóia CRM na capacitação de profissionais da Saúde em Santarém

Nos dias 10 e 11 de outubro, sexta-feira e sábado, o Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM/PA), delegacia de Santarém, realizou no auditório da UEPA o curso de capacitação para médicos, residentes, acadêmicos de medicina e profissionais da saúde sobre o Programa de Atendimento Integrado do Trauma (PAIT).

O curso, que teve parceria da Faculdade de Medicina da USP, Universidade do Estado do Pará (UEPA), Prefeitura de Santarém e Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), teve como objetivos repassar aos profissionais de Santarém e região as novas técnicas de atendimentos para os pacientes de traumas já aplicadas nas regiões sul, sudeste e também fora do Brasil.

De acordo com o delegado sindical CRM Santarém, Dr. Fábio Tozzi, o curso faz parte do Programa de Educação Médico Continuada do CRM e hoje é possível graças à junção de forças entre as organizações sociais e o Governo, que apoia e incentiva a formação profissional e a qualificação. 'Este é um curso multidisciplinar que trata melhorias no atendimento de pacientes de traumas, sabemos que essa não é uma realidade de Santarém, mas do país como um todo onde vivenciamos uma epidemia de acidentes automobilísticos e também da violência urbana. E este curso deve trazer melhorias significativas para a saúde da região e só foi possível graças a participação de todos os atores envolvidos, seja o Hospital Regional e a UEPA, que hoje estão participando ativamente na formação médica, como a Secretaria de Saúde de Santarém e o CRM que promove o programa', declarou o delegado sindical.

O coordenador do curso de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Dr. José Pinhata Otoch, falou sobre a importância de introduzir no Norte do país técnicas avançadas de atendimento aos pacientes de traumas. 'O trauma é uma doença prevalente no Brasil e de impacto muito grande e nós estamos trazendo para a região Norte os princípios básicos da organização do atendimento ao trauma que é extremamente importante para garantir que o paciente tenha uma boa recuperação', enfatizou Pinhata após relacionar as técnicas no que se refere ao acolhimento e atendimentos nas unidades de pronto atendimento e hospitais referenciados.

Segundo o diretor geral do HRBA, Hebert Moreschi, o incentivo à realização de cursos, oficinas, workshop, entre outros eventos que proporcionem conhecimento devem ser visto como prioridade. “Hoje nós vivenciamos uma onda crescente de violência no trânsito na qual é necessário a união de todos os seguimentos sociais para criar mecanismos de educação e sensibilização. Infelizmente não conseguimos construir hospitais na mesma velocidade com que a industria automobilística vende veículos, mas podemos sim disseminar o conhecimento entre a nossa população de modo a tornar cidadãos mais conscientes e profissionais mais qualificados para atender nossa população com respeito e dignidade”, declarou Moreschi.   

O curso teve abertura às 8h e tem entre os palestrantes os professores da FMUSP Dr. Dário Birolini, Dr. Valdir Zamboni além de Dr José Pinhata e da enfermeira Toshiko Oya. Na grade de curso estão: Mecanismo do trauma; Princípios do atendimento; Via aérea e respiração; Traumatismo torácicos e cervicais; Mobilizações para as estações práticas; Instabilidade circulatória; Traumatismo abdominais e pélvicos; Traumatismos crânioencefálico e medulares; traumatismo dos membros; erros e iatrogênias mais comuns. No encerramento haverá atividades práticas, teste de avaliação e entrega de certificados.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde