Hospital Yutaka Takeda realiza treinamento de parada cardiorrespiratória em crianças

Atendimento ágil e preciso para crianças em situações de emergência é uma questão primordial em estabelecimentos de saúde. Por este motivo, nesta quarta-feira (27), O Hospital Yutaka Takeda (HYT), em Parauapebas (PA), reforçou o protocolo de Código Azul do hospital com os enfermeiros da unidade.

O Código Azul é uma ferramenta de resposta rápida, que permite a mobilização simultânea dos profissionais da equipe multiprofissional da instituição, de forma precisa, completa, sem ambiguidade e compreendida por todos os envolvidos. O protocolo é ativado sempre que é necessário prestar atendimento imediato aos pacientes com suspeita de parada cardiorrespiratória (PCR).

Na oportunidade, a pediatra do HYT, Sabrina Kuribayshi, que conduziu o treinamento, abordou os seguintes tópicos com a equipe: reconhecimento da parada cardiorrespiratória, suporte avançado de vida, identificação e tratamento dos ritmos cardíacos chocáveis e não chocáveis e ritmo de resposta rápida.

“Nosso principal objetivo com essa ação foi qualificar e engajar os profissionais no atendimento às crianças em estado grave”, declarou a pediatra.

Ainda neste ano, as equipes médica e de enfermagem do Hospital Yutaka Takeda, também receberam o Curso de Suporte Avançado de Vida em Pediatria (PALS), que tem como objetivo reconhecer as crianças em risco de parada cardiorrespiratória e enfatizar as condutas médicas necessárias para prevenção.

O serviço de urgência e emergência do Hospital Yutaka Takeda dispõe de um pediatra das 7h às 19h, todos os dias da semana, e conta com o sobreaviso pediátrico após às 19h. O serviço de pediatria também é ofertado no ambulatório para consultas médicas eletivas. O agendamento pode ser realizado por meio do telefone: (94) 3352-4600.

O Hospital

O Hospital Yutaka Takeda foi construído pela Vale em 1986 e é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar desde 1997.

A unidade possui importantes certificações, a de Hospital Acreditado Pleno – Nível 2, reconhecimento concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que avalia a qualidade, segurança e gestão integrada. E foi o primeiro Hospital no Brasil certificado pelo Programa de Qualidade (PNQ) do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), que reconhece a qualidade da assistência da instituição.