Hospital Regional Público da Transamazônica realiza treinamento de incêndio e simulação de evacuação de emergência

HRPT

Objetivo da ação é o aprimoramento dos brigadistas da unidade, proporcionando mais segurança aos pacientes, acompanhantes e colaboradores

O técnico de enfermagem Rafael Garcia realiza, todos os dias, atendimento na Clínica Pediátrica e Obstétrica do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira. No entanto, no caso de alguma ocorrência com fogo na unidade, ele e outros colaboradores assumem uma nova função: a de brigadistas de incêndio. “Participei pela primeira vez e, para mim, foi muito gratificante. Aprendi muito e tenho certeza de que acrescentou não só no meu trabalho, mas também em situações do cotidiano”, afirma.

Ele faz parte dos 136 colaboradores formados no Curso de Formação de Brigada de Incêndio deste ano, que receberão, na próxima semana, os certificados de aprovação no curso e os porta-crachás de identificação na cor vermelha. A ideia é que todas as pessoas no hospital possam reconhecê-los como brigadistas e procurá-los em caso de sinistro e outras emergências.

O treinamento

O treinamento de brigada de incêndio faz parte do Plano de Emergência e Abandono implantado na instituição, que pertence ao Governo do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde.

O objetivo é aprimorar o conhecimento dos colaboradores para os procedimentos a serem adotados nestas situações, zelando pela segurança dos pacientes, acompanhantes e colaboradores.

O responsável técnico da empresa que ministrou o curso, Douglas Oliveira, parabenizou o empenho da equipe, durante os três dias de treinamento.

“Me sinto honrado de estar aqui pelo quarto ano seguido. A equipe é muito interessada e motivada. Estou certo de que eles estão bem capacitados e vão saber o que fazer em uma emergência”, afirmou Douglas.

A formação dos brigadistas de incêndio é realizada anualmente no HRPT e abrange uma equipe multiprofissional, que reúne colaboradores das áreas assistencial, apoio e administrativa. A ação respeita a Norma Brasileira (NBR) 14.276, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e a Norma Regulamentadora (NR) 23, do Ministério do Trabalho.

Com atividades teóricas e práticas, o curso, que é ministrado por uma empresa especializada e autorizada pelo Corpo de Bombeiros do Pará, ensina técnicas de reanimação cardiopulmonar, manipulação e transporte de acidentados, fases e propagação do fogo, classes de incêndio, métodos de extinção, agentes extintores e equipamentos de combate a incêndio, entre outros.

O treinamento deste ano seguiu todas as recomendações do Ministério da Saúde de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).