Hospital Regional de Santarém recebe prêmio nacional por ações de sustentabilidade

Da esq. para dir.: diretor Médico Corporativo da Pró-Saúde, Fernando Paragó, a presidente do Comitê de Sustentabilidade do HRBA, Karen Cardoso e o vice-presidente da Pró-Saúde, Monsenhor Antonio Robson Gonçalves.

Outros quatro projetos receberam menção honrosa; Reconhecimentos posicionam o hospital paraense como referência nos cuidados com o meio ambiente no País

O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, conquistou nesta semana o prêmio nacional de Hospital Amigo do Meio Ambiente, entregue pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. A solenidade de entrega aconteceu durante o 12º Seminário Hospitais Saudáveis, realizado nos dias 11 e 12 de novembro na capital paulista. A unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde, concorreu com 146 projetos de 10 estados brasileiros. O reconhecimento posiciona o hospital paraense como referência em sustentabilidade no país.

O projeto do HRBA foi um dos 15 melhores apresentados nesta edição. “É um prêmio que resulta do esforço de uma equipe integrada e consciente. Desde o primeiro dia na unidade, o colaborador é orientado quanto ao trabalho de sustentabilidade realizado pela instituição, e é motivado a participar e colaborar. Consolidar a cultura de sustentabilidade no ambiente hospitalar, é uma das metas do planejamento estratégico do HRBA. Queremos reforçar isso a cada dia mais, para que juntos, possamos contribuir com um meio ambiente melhor para todos”, destacou a presidente do Comitê de Sustentabilidade, Karen Cardoso, que esteve em São Paulo para receber a premiação.

O projeto premiado

Por meio do projeto “Redução da Geração de Resíduos Quimioterápicos”, o hospital reduziu em 20% a quantidade de resíduos gerados no setor de farmácia da quimioterapia. O resultado foi alcançado após o setor adotar um método de organização do uso de medicamentos, denominado de farmacoeconomia. Neste método, os pacientes com mesmo tipo de tratamento e contendo medicamentos quimioterápicos semelhantes são agendados para atendimento sincronizado, evitando o desperdício e geração de mais resíduos.

Por exemplo, um frasco de medicação contém 10 ml, se os pacientes só precisam de 5 ml para o tratamento de quimioterapia, é feita a aplicação em ambos no mesmo dia, evitando o descarte de dois frascos na lixeira, caso o medicamento fosse administrado em dias diferentes, em cada paciente. Além de contribuir com o meio ambiente, a medida barrou o desperdício de medicamento, e consequentemente, resultou na redução de custos do hospital.

Com o projeto, a quantidade de resíduos no setor foi reduzida de 107 quilos em 2017, para 82 quilos em 2019. “Concluímos que a redução destes materiais contribui para a minimização de impactos negativos ao meio ambiente, além de otimizar no aspecto financeiro do Hospital com economia de 37% nos custos”, destaca a supervisora do Controle de Infecção Hospitalar do HRBA, Sheila Oliveira.

Troféu e menção honrosa

Além do Prêmio Amigo do Meio Ambiente, a unidade recebeu ainda quatro menções honrosas pela execução de outros projetos inscritos:

– Redução de resíduos químicos na imagenologia: Esta iniciativa consiste na mudança do descarte de frascos vazios de ácidos acéticos de 500 ml, utilizados nos reveladores do setor de Radiologia. Antes do projeto, uma média de 20 kg de frascos ao mês estavam sendo descartados em lixeiras segmentadas para resíduos químicos. Após análise, estes resíduos foram classificados como químicos não perigosos, uma vez que se tratava de frascos vazios. Assim, passaram a ser descartados em lixeiras para materiais recicláveis. A geração de resíduos no setor teve redução média de 40%, passando de 43 kg em 2017, para 28 kg em 2019. O projeto permitiu que a instituição aumentasse a taxa de resíduos recicláveis na instituição, de 9% em 2017, para 23% em 2019.

– Redução da geração de resíduos químicos perigosos: consiste no projeto global, que inclui a redução de resíduos químicos perigosos em todo o hospital. No total, a instituição teve uma redução de 25%.

– Captação de recursos hídricos: Reutilização da água do rejeito da osmose: Em março de 2017, a unidade iniciou o projeto de reaproveitamento da água utilizada pelo setor de Hemodiálise – que antes era desprezada – e começou a ser reaproveitada pela Central de Materiais Esterilizados (CME). A ação evita desperdícios, melhorando o tempo de vida útil dos equipamentos esterilizados e contribuindo para a qualidade de vida das gerações futuras. Em 2 anos e 8 meses, a quantidade de água reaproveitada com o projeto foi de 1.245.000 mil litros. “Essa água ia toda para o esgoto, e agora é tratada e reutilizada em prol do atendimento do próprio usuário, com esterilização de equipamentos, por exemplo. Por estar sendo tratada, a qualidade da água melhorou, ajudando na performance das nossas máquinas”, explica o coordenador de Engenharia Hospitalar, Ádrio Neves.

– Projeto Caracol Socioambiental hospitalar: A iniciativa tem como finalidade reciclar resíduos sólidos gerados no hospital, como papelão, plástico, vidro, materiais eletrônicos, tampas e frascos de medicamentos. Esses materiais são utilizados para confeccionar diversos objetos e jogos educativos, como quebra-cabeças, cartões e agendas. Um coletor é colocado em áreas específicas do hospital, reservado especificamente para os materiais que podem ser reaproveitados. Após a coleta, é feita a higienização e, a partir deste processo, surgem novos objetos dos materiais que seriam jogados no lixo.

O Hospital Regional de Santarém é referência para mais de 1,1 milhão de pessoas, oriundas de 20 municípios do oeste do Pará. O HRBA é uma unidade pública e gratuita de saúde, pertencente ao Governo do Pará e administrado, desde 2008, pela entidade beneficente Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Para o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi, a premiação e os reconhecimentos recebidos só reforçam os avanços da unidade na busca constante à prática de uma cultura de sustentabilidade. “Esse reconhecimento é para o HRBA e toda sua equipe por todas ações e esforços empenhados para que o volume de atendimento esteja perfeitamente alinhado com o meio ambiente. Temos a consciência que além de formar grandes profissionais, é preciso que tenhamos grandes cidadãos atuando em nosso hospital. É perfeitamente possível conciliar a assistência à saúde, segurança e qualidade às boas práticas ambientais”, afirma.

O Prêmio

O Prêmio Amigo do Meio Ambiente é promovido anualmente pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e confere a placa de reconhecimento aos 15 melhores trabalhos que, segundo a Comissão de Avaliação, apresentem as mais efetivas ações de melhoria e gestão dos impactos ambientais e de difusão de benefícios ambientais a partir de organizações de saúde, públicas ou privadas, pertencentes ao SUS nacional.

Durante o Seminário, o HRBA ganhou ainda uma placa de reconhecimento pela participação no “Desafio Resíduos”, uma iniciativa da Rede Global de Hospitais Verdes e Saudáveis (Global Green and Healthy Hospitals – GGHH). Mais informações sobre o tema estão disponíveis no link: https://www.prosaude.org.br/noticias/hospital-publico-do-para-ganha-premio-global-de-sustentabilidade/ .

Ampliar fonte
Contraste