Hospital Regional de Marabá celebra dez anos

Há dois meses, seu Francisco Gomes, de 54 anos, tenta se recuperar de uma queda que lesionou a coluna. De lá para cá, ele já foi internado quatro vezes no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA). Na primeira delas, o radialista chegou imobilizado ao hospital e, hoje, já consegue sentar no leito. A próxima etapa é dar os primeiros passos quando conseguir dominar a perna. O otimismo tem sido um importante aliado na recuperação. Mas Francisco admite que a assistência prestada pelos profissionais da unidade tem sido determinante para a sua melhora.

“Eu sou uma pessoa de fé e, por isso, acredito que vou ficar bom. Porém, sei que ter sido atendido em um hospital desse porte me salvou. A unidade tem muito para comemorar porque o desenvolvimento dela está ‘na cara’. É um hospital de referência, limpo, com bom serviço e acolhedor”, disse o paciente.

Referência para mais de 1 milhão de pessoas em 22 municípios paraenses, o Hospital Regional de Marabá completa dez anos nesta quarta-feira, 19/10. Em uma década foram realizados mais de 2,7 milhões de atendimentos. Dentre os benefícios da implantação da unidade em 2006, está a oferta de serviço especializado no interior do Estado, garantindo assistência de média e alta complexidades dentro da região do usuário.

Seu Francisco mesmo diz que, se o hospital existisse em 1995, quando sofreu um acidente de moto, seu tratamento teria sido diferente. “Como não havia o atendimento necessário na época, precisei ir para Teresina. Meu braço estava quebrado e foi curado por Deus porque eu desisti da cirurgia e voltei para casa. Hoje eu não consigo levantar todo o braço, embora eu faça tudo com ele. Sei que se o Regional já existisse naquele tempo, era para cá que eu teria sido transferido”, avaliou o radialista.

Segundo o diretor Geral da unidade, Valdemir Girato, a instituição tem uma medicina resolutiva, qualificada e humanizada, garantindo aos usuários do Sistema Único de Saúde assistência hospitalar de média e alta complexidades. Junto com outras unidades públicas, como o Hospital Regional de Santarém e o Hospital Regional de Altamira, ajudou a reduzir significativamente o número de pacientes encaminhados para tratamento em Belém nos últimos anos.

Os avanços alcançados com a instalação do HRSP foram lembrados nesta terça-feira, 18/10, durante a cerimônia de comemoração dos dez anos da unidade, realizada com a presença de convidados, colaboradores e usuários, na área externa da unidade. A banda do Exército se apresentou. A bênção religiosa foi celebrada pelo monsenhor Ronaldo Menezes e o pastor Lino Andrade. Conforme o monsenhor Ronaldo Menezes, quando se trata de saúde, a humanização é a essência do atendimento. Segundo ele, “cuidar de pessoas é uma demonstração de amor. A acolhida é muito importante para a saúde do paciente, e não somente a estrutura”, disse ele.

Para o diretor Operacional da Pró-Saúde, Paulo Czrnhak, a comemoração da data, remete ao início de um sonho. “Aqui, comemoramos dez anos do início de um sonho do governador Simão Jatene: a descentralização da saúde no Estado do Pará como forma de promover ações estratégicas com único propósito: salvar vidas. E com um novo modelo de gestão, que hoje está consolidado no Estado e cujos resultados já são reconhecidos pela sociedade paraense”, afirmou.

Na ocasião, o secretário de Estado de Saúde, Vitor Mateus, comentou que os números do HRSP em uma década mostram o avanço da saúde na região e que Estado e municípios podem trabalhar juntos pela prevenção de doenças, a fim de que não evoluam para atendimento de média e alta complexidades, por exemplo, o diabetes não controlado que provoca um acidente vascular cerebral e o doente precisaria de um leito de UTI no Hospital Regional de Marabá. “A instalação do HRSP foi um clamor da região na época e o modelo de  gerenciamento adotado na unidade é vitorioso”, comentou.

Pertencente ao Governo do Estado e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, o HRSP possui 115 leitos, sendo 77 de internação e 38 de Unidade de Terapia Intensiva, atuando com foco em neurocirurgia, traumatologia, ortopedia e cirurgia geral.

Homenagens

Na celebração dos dez anos do hospital, parceiros e colaboradores foram homenageados como “Amigo do HRSP”. A certificação foi concedida a pessoas que ajudaram a implantar a unidade, como o radiologista Arthur Lobo, e também àquelas que, hoje, dedicam parte de seu tempo para levar alegria aos pacientes, como o grupo de risoterapia “Anjos da Graça”, formado por jovens da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, em Marabá. Afinal, parcerias como essas ampliam o atendimento humanizado na unidade.

Lucas Eduardo é colaborador do setor de Acolhimento. Ele é membro do grupo “Anjos da Graça”. “Ficamos felizes com a homenagem. É muito prazeroso levar alegria e a Palavra de Deus para as enfermarias”, afirmou. 

Os colaboradores da unidade também foram homenageados durante o evento, dentre eles, o supervisor de Almoxarifado, Welson da Silva Santos, o mais antigo de todos. Ele ficou surpreso ao ser chamado para receber o certificado das mãos do diretor Operacional da Pró-Saúde, Paulo Czrnhak. “Eu nunca pensei que seria homenageado. Acredito que é o reconhecimento de meu trabalho. Ao longo desses dez anos, conheci muitas pessoas boas aqui, com as quais aprendi bastante, e compartilhei isso com outras. O Regional é minha segunda família, pois passo mais tempo do meu dia na empresa do que em casa”, contou o colaborador.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of