Hospital Oncológico Infantil implanta consultório farmacêutico

Consultório_Farmácia

Novo serviço busca melhorar os resultados da quimioterapia a partir da orientação direta sobre medicamentos para os pacientes

O Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo inaugurou seu consultório farmacêutico — um novo espaço onde os pacientes e acompanhantes recebem, de forma individualizada, todas as orientações sobre os medicamentos prescritos pelo médico.

Entender a importância de tomar o medicamento na quantidade certa e no horário certo faz toda a diferença no tratamento. “Queremos evitar omissão de doses e garantir a maior adesão ao tratamento de quimioterapia”, afirmou a farmacêutica Macella Brito Martins, que coordena a área de Farmácia do Hospital Oncológico Infantil.

Ela também destacou que as orientações sobre o uso correto dos medicamentos fortalecem o vínculo do usuário/acompanhante com o farmacêutico que o acompanha, garantindo, assim, esclarecimento a todas as dúvidas sobre o tratamento realizado.

“O consultório farmacêutico foi um projeto que surgiu a partir da necessidade de acompanharmos os usuários, principalmente aqueles pacientes que fazem uso de medicamentos quimioterápicos e medicamentos-suporte”, explicou Macella.

A criação de espaços de consultórios farmacêuticos por pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado é descrito na Lei 13.021, de agosto de 2014, e aborda sobre o exercício das atividades farmacêuticas. “Não há orientação ou obrigação legal que tenha nos levado a fazer a implantação, mas entendemos que ter sensibilidade é importante no cuidado diferenciado que oferecemos aos nossos usuários”, conclui a farmacêutica Macella.

Quem utilizou e elogiou o novo serviço foi Albenize de Jesus Almeida, moradora do bairro Icuí-Guajará, no município de Ananindeua. Ela acompanha o filho de 14 anos que faz tratamento de uma leucemia há um ano e dois meses. “Eu gostei do serviço porque é um local reservado para a gente receber as explicações sobre os medicamentos. Temos mais noção do que fazer e não tem como errar”, avaliou Albenize.

O diretor Técnico José Miguel Alves Júnior, entende que o novo espaço se configura como uma ferramenta que fortalece a assistência multidisciplinar da unidade. “O cuidado aqui no hospital é construído por diferentes saberes, então, é mais um fator que se agrega para fazer a linha do cuidado seguro do paciente”, destacou José.

Mantido pelo governo do Estado, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é também a primeira unidade pública administrada pela Pró-Saúde no Pará que implanta o consultório farmacêutico. Nesse tipo de consultório, o profissional farmacêutico garante a segurança ao tratamento oncológico desde o diagnóstico, oferecendo atenção ao usuário em toda a sua linha de cuidado, bem como a segurança ao avaliar a prescrição feita ao paciente, prevenindo reações/interações medicamentosas.