Hospital Oncológico Infantil cria “Liga Antivírus” para promover a solidariedade

Colaboradores do hospital se tornam protagonistas do projeto que busca outras formas de ajudar crianças em tratamento contra o câncer

Desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), gestos de solidariedade tem se multiplicado em todo o mundo. De diferentes formas, milhares de pessoas tem buscado amenizar os dias de distanciamento social.

No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, unidade gerenciada pela Pró-Saúde, conviver com esse distanciamento sempre fez parte da rotina das crianças e adolescentes que fazem tratamento contra o câncer na unidade que pertence ao Governo do Pará.

Referência no atendimento gratuito e especializado dessa doença no Estado, o Oncológico Infantil busca estimular a realização de boas ações nesse período e para marcar o Dia Nacional da Humanização, lembrada nesta terça-feira, 9/6, o Hospital criou o projeto “Liga Antivírus”. O objetivo é estimular engajamento da comunidade nas diferentes causas em prol das crianças em tratamento contra o câncer, começando pelos profissionais que atuam na unidade.

O nome do projeto, “Liga Antivírus”, é uma alusão ao universo dos super-heróis e heroínas que fazem parte do imaginário das crianças em tratamento na unidade e também uma homenagem a quem sempre atuou na linha de frente contra o câncer, e agora também contra a Covid-19, como explica Alba Muniz, diretora do Oncológico Infantil.

“Desde o início do Hospital, optamos por trabalhar de forma lúdica em muitas frentes e o universo dos super-heróis faz parte desse dia a dia das crianças e, principalmente nos colaboradores, que sempre se engajaram nas nossas atividades. Agora que estamos todos nessa luta contra o novo coronavírus, cada um deles se torna mais importante para a proteção das crianças e desse ambiente”, ressalta Alba.

Fred Gaia é um dos mais novos integrantes da Liga. Contratado pelo hospital há pouco mais de dois meses, o colaborador fala da importância da união nesse momento. “Logo que cheguei, percebi o quanto os colaboradores se doavam pelas crianças. A Liga veio para fortalecer esse tipo de atitude e mostrar o quanto a coletividade é importante em prol dos pacientes. Tudo isso melhora o nosso ambiente em meio a essa pandemia”, conta.

Missão Junho Vermelho

Nas últimas semanas, a Liga já vem atuando em diferentes ações realizadas dentro hospital, como cortes de cabelo de crianças, doação de máscaras de tecido nas Casas de Apoio. Com o projeto, o Hospital também retomará as ações diárias de filantropia, sustentabilidade, projetos sociais – todas em formatos diferentes, adaptados à realidade do momento.

Para este mês, o foco dos “heróis da Liga” será o Junho Vermelho, mês dedicado à doação de sangue. Com quase 320 transfusões sanguíneas mensais, o Hospital para os dias 19 e 26/06, caravanas para levar funcionários do Hospital para doarem sangue na Fundação Centro do Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa).

Além disso, a Liga está mobilizando voluntários, parceiros do Hospital e buscando novos doadores de sangue. As doações podem ser feitas nos postos de coleta do Hemopa utilizando o código 1766, do Hospital Oncológico Infantil.

Ampliar fonte
Contraste