Hospital Metropolitano promove simpósio para profissionais da saúde

Nesta quarta-feira, 20/01, os colaboradores do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA) abriram o II Simpósio de Ciências Farmacêuticas. A capacitação está sendo realizada no auditório da instituição para um público diversificado, composto por profissionais da área da saúde como farmacêuticos e enfermeiros. O simpósio debate temas atuais, como o Uso Racional de Medicamentos, Higienização das Mãos e Estabilidade e Compatibilidade de Medicamentos Injetáveis para Uso Hospitalar, e prossegue nesta quinta-feira, 21, com destaque para a temática de Segurança do Paciente na Prescrição, Uso e Administração de Medicamentos.

A abertura do evento teve a participação do diretor administrativo e financeiro do HMUE, Itamar Monteiro, que reiterou o fato de o simpósio ter um caráter de atualização sobre o fluxo de trabalho. “É importante disponibilizar a todos a forma de atuação da farmácia, como fazemos aqui no Metropolitano. Os eventos, como o simpósio, têm o caráter de nos capacitarmos de uma forma tranquila, bem elaborada”, avaliou.

A coordenadora da farmácia, Keyla Lima, argumentou que a escolha dos temas, entre eles, o papel da enfermagem na administração de antibióticos, foi conectada com o que se discute mundialmente. “São palestras voltadas ao nosso dia a dia, à nossa rotina. Mas, não se trata apenas de uma capacitação interna, pois engrandece o profissional com temas voltadas para a segurança do paciente, que é algo global. Foi uma adesão significativa”, elogiou, satisfeita a participação dos colaboradores, como Camila Alverga. “O simpósio é fundamental, não apenas para quem estuda farmácia, como também para os colaboradores do Hospital Metropolitano. Agrega-se farmacêuticos, enfermeiros, médicos e a equipe multiprofissional. A relação que a farmácia tem com a CCIH é abrangente, sendo um tema que me interessa”, falou Camila, que está no início da graduação em Farmácia.

O coordenador do Pronto Atendimento do Hospital Metropolitano, enfermeiro Rosialdo Almeida, interessou-se na temática de manipulação de medicamentos. “É de um extremo valor para nós, os colaboradores. O ciclo de palestras reforça a segurança do paciente, que é um tema mundialmente trabalhado. Particularmente, o que me chama a atenção é manipulação dos medicamentos por parte do profissional da enfermagem ”, comentou.

O hospital

Unidade hospitalar pertencente ao Estado do Pará, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) é um estabelecimento de saúde de média e alta complexidades, referência em atendimento de urgência e emergência em trauma e queimados para a região norte do Brasil. Sua gestão é feita pela Pró-Saúde – Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria Estadual de Saúde (SESPA).