Home » Hospital Galileu promove sessões de cinema para usuários e acompanhantes

Hospital Galileu promove sessões de cinema para usuários e acompanhantes

Estar em um cinema é rotina para muitos, não para a dona de casa Noêmia Oliveira. Aos 62 anos, ela pode ver um filme na telona pela primeira vez em lugar inusitado: um hospital. Paciente do HPEG (Hospital Público Estadual Galileu), dona Noêmia foi surpreendida pela equipe do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) que a convidou a participar do projeto Cine Galileu. Para ela, foi a realização de um sonho. “Nunca tinha ido ao cinema na minha vida. E jamais pensei que iria em um hospital. Até pipoca teve. Nenhum hospital pago é igual a esse aqui”, elogiou.

A cada 15 dias, usuários do Hospital Galileu, em Belém (PA), visitantes e acompanhantes são reunidos no auditório da unidade hospitalar para participarem do projeto Cine Galileu. A ideia é melhorar o clima do ambiente e assim, estimular a melhora por meio do riso e do sentimento de estar bem. A escolha do que eles assistem é feita por votação, na hora do evento.

Funcionário público aposentado, Sergio Vasconcelos era acompanhante na terça-feira, 8/9, quando houve mais uma sessão do Cine Galileu. Conforme ele explicou, a ideia do cinema foi excelente por permitir uma maior aproximação do paciente e seu acompanhante fora do quarto do hospital. “É a primeira vez que estou no Galileu e nunca vi um hospital público igual a esse. Meu filho tem sido tratado com carinho aqui”, comentou.

SAU

Antes de começar o filme, a equipe do SAU promove um bate papo com os usuários, visitantes e acompanhantes e assim, possibilita a eles falarem sobre o que estão achando do atendimento recebido e melhorar os serviços por meio da opinião de quem está sendo tratado. Após o momento de conversa, todos se prepararam para o filme com pipoca, sucos e, dependendo da dieta do paciente, refrigerante.

De acordo com o líder do SAU, Sandro Mendes, o cinema é importante para o desenvolvimento, e no hospital, contribui com a recuperação do paciente. “Podemos ver, por meio dos filmes, como fatos do cotidiano são importantes e capazes de nos emocionar. Eles nos possibilitam ainda ver a realidade com mais clareza e descobrirmos mais sobre nossos sentimentos e emoções”, explicou.

Para o diretor Administrativo Financeiro do Hospital Público Estadual Galileu, Saulo Mengarda, é necessário transformar a unidade hospitalar em um local que o usuário, acompanhante e visitante sinta-se bem. “Buscamos demonstrar aos nossos pacientes e seus familiares que o nosso trabalho é de cuidar para que eles estejam bem e possam sair do Galileu fortalecidos, prontos para recomeçarem a sua jornada”, revelou o diretor.

Cine Galileu

Na edição de terça-feira, 8/9, o Cine Galileu recebeu 35 participantes que assistiram Conversando com Deus. Na primeira edição, realizada em 28/7, participaram 40 pessoas.

Estão agendadas outras edições para os dias 22 de setembro, 6 e 20 de outubro.

O Hospital Público Estadual Galileu pertence ao Governo do Estado do Pará sendo gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde