HEGV comemora caso de sucesso e participação em Congresso

Para comemorar o Dia do Fisioterapeuta, a coordenação de Fisioterapia do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), no Rio de Janeiro (RJ), promoveu um evento no auditório da Unidade, no dia 18/10. O objetivo foi discutir o caso da paciente T.V.S, diagnosticada com um cálculo renal, que acabou evoluindo com obstrução e infecção urinária. A jovem, que ficou 30 dias internada no HEGV, teve comprometimento pulmonar grave, com Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA), necessitando de ventilação mecânica e manobra de pronação.

Para o coordenador de Fisioterapia, Cristiano Gomes, o intuito não foi apenas discutir o caso clínico, mas também demonstrar a importância da humanização hospitalar.  “O vínculo do profissional de saúde com o paciente e familiares é algo indispensável no nosso trabalho. É uma parceria na qual confortamos a família e estabelecemos uma relação de confiança, sempre com transparência. A nossa maior recompensa, não poderia ser outra: evolução, recuperação e alta do paciente”, explicou.

A paciente T.V.S participou do evento ao lado dos familiares e fez questão de agradecer toda equipe do HEGV. “É uma experiência que vou levar para toda a minha vida. Hoje olho minhas cicatrizes e percebo o quanto sou grata. Eu não tenho palavra para agradecer tanto profissionalismo e tanto carinho comigo e com a minha família. Meu muito obrigada a todos vocês e minha eterna gratidão', disse, emocionada.

Na última sexta-feira, dia 20/10, a equipe de Fisioterapia do HEGV também esteve presente no 'V Congresso Carioca de Fisioterapia Respiratória, Cardiovascular e em Terapia Intensiva', que aconteceu no auditório do Hospital Federal dos Servidores do Estado (HSE). Segundo o coordenador de Fisioterapia, Cristiano Gomes, esta participação é motivo de muito orgulho para toda equipe da Unidade. “Fiquei muito feliz de conseguir realizar esse trabalho dentro do HEGV, tendo em vista a dificuldade do caso. A publicação do caso em um congresso ressalta o empenho da equipe de Fisioterapia. Só posso agradecer a todos', concluiu.

O trabalho cientifico “A Utilização da Manobra Única e Precoce de Pronação em Casos de SDRA Extrapulmonar Moderada em Pacientes Respondedores Persistentes-Relato de Caso”, foi elaborado pelos fisioterapeutas Cristiano Gomes da Silva, Jaqueline Sigaud Andrade de Albuquerque, Kelly Cristina da Silva Ribeiro, Mônica Carneiro Mascouto e pelo médico Flávio Elias Callil.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of