Home » Em live da Pró-Saúde, especialista destaca como falhas na segurança do paciente causam prejuízos de bilhões
Elenara Ribas

Em live da Pró-Saúde, especialista destaca como falhas na segurança do paciente causam prejuízos de bilhões

Elenara Ribas foi a segunda palestrante no evento promovido pela Pró-Saúde sobre estratégias na área de segurança do paciente

Em um dos momentos mais marcantes da live promovida pela Pró-Saúde, nesta quarta-feira (15/9), a especialista em Segurança do Paciente no Brasil, Elenara Ribas, reforçou a importância dos processos de qualidade e gerenciamento de riscos no ambiente hospitalar.

A palestra da médica intensivista apresentou, também, resultados sobre danos considerados evitáveis e que alertam para uma necessidade de mudança. Um outro problema gerado pela falta do gerenciamento de riscos está relacionado aos custos envolvendo gastos hospitalares com eventos adversos neste tipo de ambiente. Elenara mencionou que R$ 42 bilhões são gastos por ano com erros de medicação, revelando o desperdício gerado na falta de processos que promovam a construção segura do atendimento.

“Sabemos que a cultura de segurança pode variar muito dentro de uma organização. O nosso grande desafio como gestores e preocupados com a segurança do paciente é construir uma cultura que seja protetora dos pacientes e profissionais em todas os momentos”, afirma a especialista.

Clique aqui e assista ao vídeo na íntegra 

Elenara foi a segunda convidada pela entidade filantrópica que tem organizado uma série de lives sobre as estratégias na área de segurança do paciente. Com encontros realizados de forma on-line, e que reúne especialistas nas áreas assistencial e administrativa, a Pró-Saúde tem o intuito de aprofundar o debate sobre segurança do paciente, principalmente, por ser uma das maiores no mercado na gestão de serviços de saúde no País.

Segundo a especialista, com atuação também em consultoria em saúde, além dos aspectos físicos, os riscos de infecção podem favorecer o surgimento de bactérias multirresistentes, sendo um problema para o mundo todo. “Precisamos coordenar processos, cuidar da população de forma organizada e fazer com que essa qualidade e segurança cheguem a cada um dos indivíduos que procuram pelo sistema de saúde”, comenta Elenara.

Elenara apresentou algumas estratégias e exemplos que ampliam a qualidade assistencial no ambiente hospitalar, elucidando de forma didática as aplicações de comportamento, tanto em procedimentos de rotina quanto de gestão, que impactam positivam em resultados de segurança.

Por fim, durante o encerramento da palestra, a especialista destacou o esforço contínuo na adoção de comportamentos assertivos que defendam a segurança do paciente. “A gente deve defender o comportamento seguro, sem pegar atalhos, sem colocar barreiras, valorizando os diferentes conhecimentos e criar conexões interpessoais com todos atuando de forma colaborativa”, conclui.

Nesta sexta-feira, encerrando a série de lives, o advogado e mestre em direito tributário pela Universidade de Lisboa, Bernardo Lobo, aborda “A contribuição da experiência do paciente na segurança assistencial”.

Para assistir gratuitamente a live, que será transmitida pelo Microsoft Teams, clique aqui.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde