Divertidos, carrinhos reduzem estresse pré-operatório de crianças no HMMC

O Hospital Municipal de Mogi das Cruzes recebeu nesta segunda-feira (20/3) doações de carrinhos recreativos feita pela Associação do Voluntariado para o transporte de crianças entre setores da unidade. Com os brinquedos, as crianças serão transportadas dos setores de internação – localizados no quarto, quinto e sexto andares – para o segundo andar, onde fica o centro cirúrgico da unidade, de forma mais divertida e lúdica.

Mara Bertaiolli, presidente da Associação do Voluntariado, entidade responsável pelas ações de humanização do hospital, destacou que os carrinhos têm como objetivo acolher os pequenos pacientes. “O Voluntariado tem a missão de deixar o ambiente hospitalar mais leve e acolhedor. Buscamos criar um vínculo de harmonia entre paciente e serviço de saúde e são nestes detalhes, como o uso do carrinho, que fazemos do Hospital Municipal uma referência no acolhimento humanizado”, disse.

Os 10 carrinhos – cinco para meninos e 5 para meninas – foram adquiridos pela Associação do Voluntariado por meio de ações organizadas pela entidade, como os jantares beneficentes. “O acolhimento no Hospital Municipal começa no momento em que o paciente chega até a alta médica. O papel de nós, voluntários, é acolher”, observou Mara.

Com a chegada dos carrinhos, o Hospital Municipal amplia o trabalho de acolhimento e humanização direcionado exclusivamente às crianças. “O acolhimento e o atendimento humanizados são prioridades do Hospital Municipal. Nesta área, a Associação do Voluntariado tem garantindo enorme colaboração e fazendo a diferença em diversas ações”, explicou o secretário municipal de Saúde, Marcello Cusatis, que participou da entrega ao lado do diretor técnico do Hospital Municipal, Agnaldo Corrêa, do vereador Edson Santos, voluntárias e funcionárias.

Além dos carrinhos, o Hospital Municipal já conta com outra iniciativa de humanização: o atestado de coragem. Toda criança submetida a um procedimento cirúrgico recebe um certificado que pode ser de uma princesa ou de um super-herói. “Certificamos sua valentia e coragem dignas de um super-herói” ou “de uma princesa”, dizia o documento entrega à pequena Laura, de um ano, liberada nesta segunda-feira após cinco dias de tratamento contra pneumonia. “Adorei tudo. O tratamento, as instalações e principalmente o carinho da equipe”, disse a mãe Laura Souza Jesus Ferreira, moradora no Jardim Aeroporto II.

A enfermeira Patrícia Couto, coordenadora do Centro Cirúrgico do Hospital, ressaltou que as crianças irão sair do leito de internação já utilizando os carrinhos. “O simples uso do carrinho, ao invés do berço ou da maca, já pode diminuir consideravelmente o stress do paciente, deixando a tarefa divertida”, afirmou. 

“E não é somente a criança que ficará descontraída. Os acompanhantes, na maioria das vezes os pais, também ficarão menos ansiosos. O resultado será bom para todos, usuários e profissionais de saúde, que irão cuidar de pacientes mais dispostos e menos tensos”, afirmou a enfermeira. Os carrinhos serão utilizados apenas na ida da criança até o Centro Cirúrgico. O retorno ao leito de Internação, após o procedimento, ocorrerá na maca ou no berço.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of