Home » Dia Mundial da Meditação é lembrado no Hospital Oncológico Infantil
Dia Mundial da Meditação

Dia Mundial da Meditação é lembrado no Hospital Oncológico Infantil

“Meditar ajuda a aliviar sintomas da ansiedade, depressão e dores crônicas”, afirma pesquisa.

A meditação, prática milenar, é uma ferramenta pontualmente utilizada pela área de Humanização do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, para o alívio de tensões nas rotinas dos profissionais que atuam em diversas frentes de trabalho da instituição. Uma oficina tratou do assunto alusivo ao Dia Mundial da Meditação, comemorado nesta sexta-feira, 21.

Muitas vezes, as rotinas de trabalho envolvem um ritmo acelerado de atividades, as quais demandam esforços físico e mental dos profissionais. Pesquisas realizadas demonstram que a meditação é uma prática indicada para o bem-estar. De acordo com um estudo realizado pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, “meditar durante 30 minutos, todos os dias, ajuda a aliviar sintomas da ansiedade, depressão, transtornos mentais, insônia, diabetes, câncer e fibromialgia, problema que causa dores musculares crônicas”.

O pedagogo Antonio Lopes, que atua como Brinquedista na área de Humanização, foi quem conduziu a oficina. Ele explica que a iniciativa foi realizada em virtude dos muitos benefícios que a prática pode proporcionar às pessoas. “Como praticante de meditação posso dizer que ela tem contribuído para o meu bem-estar físico e emocional. Por isso, hoje compartilhei com os colegas de trabalho o conhecimento que tenho sobre esse rico universo”, disse Antonio.

A oficina teve a participação de assistentes sociais, técnicos de enfermagem, técnicos de laboratórios, enfermeiros e profissionais da área administrativa do hospital.

A bióloga Sheila Oliveira, que integra a equipe de Técnicos de Laboratório da Agência Transfusional do Oncológico Infantil, teve o seu primeiro contato com a meditação. “Eu senti uma leveza, uma paz. Quando eu fechei os olhos, caí num imaginário, me senti saindo de mim mesma e estando junto com o meu marido e os meus dois filhos passeando na beira de uma praia. Tive uma sensação de alívio tão grande, me emocionei”, comentou ela, aprovando a nova experiência.

Para a Auxiliar Administrativo Bruna Costa, do Serviço de Atendimento ao Usuário, a terapia da meditação era uma experiência pela qual ainda não tinha passado. “Foi a minha primeira vez e gostei demais da música relaxante, foi muito bom para os meus sentidos. Aproveitei e fiz as minhas reflexões. Que coisa boa para a nossa saúde mental”, pontuou.

Transformação pessoal

Madhumangala Dasa, integrante do Amazon Yoga School, em Belém, é praticante de meditação, há 10 anos, na vertente da tradição vaisnava, ou seja, relacionada à cultura espiritual védica ou hindu. Ele entende que a meditação para o ser humano “surge da importância de uma transformação pessoal que leva para um autoconhecimento, cura, espiritualidade, harmonia, paz transcendental, bem como ajuda a encarar a vida de forma mais leve”, afirmou.

“Em termos mais densos da meditação, ela é um encontro profundo com Deus em nosso coração”, acrescenta Madhumangala Dasa.

Atendimento Humanizado

Desde que foi inaugurado, em 2015, o hospital realiza a oferta dos seus atendimentos pautada nos princípios da Política Nacional de Humanização. O Hospital Oncológico Infantil é uma instituição pública que pertence ao Governo do Estado do Pará, sendo gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde, sob Contrato de Gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

A unidade hospitalar é a primeira da região Norte referência no tratamento e diagnóstico do câncer infantojuvenil, na faixa etária de 0 a 19 anos, atendendo pacientes de forma 100% gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde