Curso profissionalizante de cuidador de idosos é oportunidade para inserção no mercado de trabalho

Estar inserido no mercado de trabalho ainda é um desafio para muita gente. Pessoas como a dona de casa, Ana Peniche, de 47 anos, que enxergou no curso profissionalizante de cuidadores de idosos, promovido pelo Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA), uma oportunidade única. “Eu percebo que as pessoas idosas estão vivendo mais tempo e precisam dessa assistência, então como a procura por profissionais que atuem nesta área será cada vez maior no decorrer do tempo, é uma forma de eu estar inserida no mercado de trabalho e poder ajudar”, afirmou.

Ana faz parte da quarta turma do curso de cuidadores de idosos, iniciado nesta segunda-feira, 20/11, no Hospital Galileu. Um curso totalmente gratuito, que quando foi aberto pela primeira vez, em janeiro de 2017, recebeu cerca de 3.000 inscrições. A grande demanda fez com que o hospital abrisse novas turmas e inserisse a iniciativa nas “50 Ações do Bem” da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar – entidade que gere o hospital sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

As “Ações do bem” celebram os 50 anos da Pró-Saúde por meio da promoção de iniciativas que gerem bem-estar aos colaboradores, pacientes e comunidade em geral. Iniciativas como o curso de cuidador de idosos que é direcionado para a capacitação profissiona.

O diretor-geral da unidade, Saulo Mengarda, explica que a ideia de realizar o curso surgiu da percepção de que ainda faltam pessoas capacitadas para cuidarem de pessoas idosas, assim como da vontade de fazer a diferença na comunidade em que o hospital está instalado. “O hospital se preocupa em oferecer um tratamento centrado no paciente, humanizado, de qualidade, mas também acreditamos que é nosso papel contribuir com a comunidade em que vivemos, e principalmente a comunidade de entorno do hospital”, explicou.

Para a estudante do curso técnico de Enfermagem, Cássia Leão, de 33 anos, o curso foi a oportunidade que faltava para ela se especializar na área em que sempre quis trabalhar. Cássia já cuidou do avô, da avó, e se identifica com a profissão de cuidadora de idosos. “Têm muitos idosos que precisam desse cuidado, dessa atenção, e eu me identifiquei desde a primeira vez que cuidei de um idoso com esse trabalho. Eu vejo que eles precisam muito”, disse.

Ela optou pelo curso de técnica em Enfermagem já pensando em aplicá-lo no atendimento a pessoas idosas. “No início tive até uma certa relutância em fazer o curso de técnico em Enfermagem, porque eu queria trabalhar com idoso. Mas depois, conversando com o meu marido, vi que seria importante, porque aprenderia a ministrar medicamentos e complementaria o meu trabalho como cuidadora de idosos”, ressaltou.

Hoje, ela sonha em, concluindo a capacitação no Hospital Galileu e o curso técnico, procurar emprego na área e exercer a profissão que sonhou para sua vida.  “Eu achei muito interessante quando vi o curso do Hospital Galileu, as aulas que teríamos e tudo que poderia aprender aqui, acredito que vai me ajudar muito na hora de conseguir um emprego”, declarou.

Dentro do conteúdo programático do curso, Cássia e os demais alunos aprenderão sobre “Ética e orientação profissional”, “o papel social do cuidador de idoso”, “políticas públicas e direitos do idoso”, “noções básicas de administração de medicamentos”, “prevenção de lesão de pele no idoso”, entre outros, com uma carga horária de 40h de aulas.

O curso segue até o dia 1/12, no auditório da unidade, com aulas teóricas e práticas. Ao final, os alunos receberão um certificado de participação.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of