Com gestão de excelência, Hospital Regional da Transamazônica coleciona premiações

Unidade é referência para mais de 500 mil habitantes na Região do Xingu

O Dia do Administrador Hospitalar é celebrado nacionalmente nesta terça-feira, 14/7. Nesta data, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), gerenciado pela Pró-Saúde em Altamira, relembra a vasta coleção de premiações e certificações que recebeu ao longo dos anos, resultado de uma gestão de excelência aplicada no coração da floresta Amazônica brasileira.

Referência para mais de 500 mil pessoas nos nove municípios que atende, o HRPT, que pertence ao Governo do Estado, está entre os 10 melhores hospitais públicos do Brasil, segundo ranking da Revista Exame. O Hospital faz parte do seleto grupo de unidades que conquistaram a certificação máxima de qualidade, ONA 3 – Acreditado com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação, entidade responsável por avaliar critérios técnicos, procedimentos e de gestão de unidades de saúde.

À frente do HRPT há oito anos, o diretor Hospitalar da unidade, Edson Primo, parabeniza a atuação do hospital e reforça que o trabalho desempenhado na unidade é uma demonstração de que é possível fazer a diferença na saúde pública. “O compromisso em ofertar serviços de excelência e de qualidade é o nosso foco. Nossos colaboradores dedicam-se para que os processos sejam cumpridos e, assim, o resultado garanta o bem-estar e a segurança dos nossos pacientes”, ressalta.

Covid-19

Além de atendimentos de rotina e específicos, como a hemodiálise, com a pandemia do novo coronavírus, o HRPT se tornou referência regional para atendimento de casos graves da Covid-19.

Para isso, a unidade passou por uma série de adequações, desde a estrutura física, até a capacitação dos profissionais e protocolos de atendimento, que exigiram muita dedicação e experiência de seus gestores.

Desde o início da pandemia, mais de 100 pacientes já voltaram para casa recuperados do vírus, após atendimento na unidade, que segue firme no combate à doença.

Prêmios e certificações 

Em 2016, a unidade conquistou a certificação ONA 3 Acreditado com Excelência e, em 2019, renovou este reconhecimento, após nova avaliação da entidade. O status ONA 3 atesta que o Hospital da Transamazônica preenche todos os requisitos para um bom atendimento aos usuários. A certificação da ONA é uma das mais conceituadas do Brasil. São três níveis de Acreditação e cada um exige critérios minuciosos de qualidade, como promover a segurança do paciente, demonstrar gestão integrada, cultura organizacional de melhoria e maturidade institucional.

Ainda no ano passado, o Hospital Regional Público da Transamazônica recebeu Menção Honrosa do Prêmio Amigo do Meio Ambiente, por projetos desenvolvidos na unidade. O primeiro deles foi o “Cultivando o Amor”, desenvolvido pelo setor de Laboratório e Sustentabilidade juntamente com a Agência Transfusional, que tem o objetivo de oferecer um aproveitamento adequado das latas de leite descartadas, sem custo para o Hospital. Dessa forma, o projeto nasceu com dois pilares: agregar valor à sustentabilidade e no benefício ao colaborador.

A reutilização de água também ganhou espaço entre as iniciativas realizadas no HRPT. A finalidade do projeto “Reaproveitamento Hídrico” é reutilizar a água da estação de tratamento do setor de hemodiálise, utilizando-a nos equipamentos dos setores de laboratório, endoscopia e da Central de Material Esterilizado (CME). Esta iniciativa visa reduzir custos, desperdício e a melhoria nos resultados de exames junto ao laboratório.

Há ainda diversas outras conquistas de destaque como o prêmio Hospital Best (2010); Reconhecimento da Sociedade Brasileira de Nefrologia (2011); Prêmio Hospitais Saudáveis (2015) e o Reconhecimento pela adesão do Desafio de Clima – Hospitais Saudáveis (2018).