Colaboradores e acompanhantes plantam sementes dentro da programação do ‘Janeiro Branco’

No Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), a campanha denominada “Janeiro Branco” englobou os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) nesta quinta-feira, 19/1. A programação teve prosseguimento com um momento de conversa e, posteriormente, uma dinâmica chamada de 'Semear e colher', realizada na área externa da unidade. A campanha objetiva envolver a população no debate sobre saúde mental, investindo na prevenção de doenças relacionadas.

A psicóloga assistencial, Jacqueline China, explicou a iniciativa como uma forma de acolher o acompanhante de pacientes internados no hospital. “Não poderíamos deixar de incluir os usuários, familiares, pois são eles que dão apoio psicológico para o paciente”. De acordo com ela, o acompanhante lida diariamente com o cansaço físico e emocional por conta da internação, por vezes, prolongada do paciente. “Ter esse momento em grupo é amparar o psicológico, o emocional, porque assim como o paciente é importante, o acompanhante também é”, afirmou. O acompanhante Caldeiras Atibar avaliou a iniciativa de forma favorável. Ele se deslocou para a área externa da unidade hospitalar e, com o auxílio de colaboradores, plantou a semente chamada de igualdade. “Todos somos iguais. Nesta atividade aqui, aprendi muitas coisas, principalmente, com relação a interação com outras pessoas”, afirmou.

A atividade simbólica em alusão ao 'Janeiro Branco' teve como objetivo incitar a reflexão sobre a oportunidade de traçar metas favoráveis neste início de ano. “E nada mais simbólico do que plantar e semear pensamentos positivos, emoções e desejos. E, daí, pensamos em cada familiar, no que ele deseja esse ano. O desejo de palavras como paz, saúde, vitória, tudo relacionado ao período de internação do paciente”, argumentou Jacqueline.

A acompanhante Átina Soares participou da atividade e plantou a semente com a palavra família. “Confesso que não tinha conhecimento do 'Janeiro Branco', então, achei super interessante. E plantei sobre a família Metropolitano. Estou aqui e verifico a atenção não só para o meu irmão, como para todos os pacientes que estão lá”.

 

Janeiro Branco

Estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde indicam que o Brasil vem registrando um crescimento dos problemas relacionados à saúde mental e emocional. Violência, depressão e preconceito estão entre as causas do equilíbrio mental. De acordo com dados da OMS, uma em cada dez pessoas no mundo sofre de algum distúrbio mental, o equivalente a 700 milhões de pessoas (10% da população global).

O “Janeiro Branco” do Hospital Metropolitano teve ciclo de palestras com a participação de quase 80 profissionais e a ação que envolveu os usuários do Sistema Único de Saúde. No próximo sábado, 21/1, o Hospital Metropolitano e o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG) levarão a ação para a Praça Batista Campos, objetivando dialogar com a sociedade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of