Caminhada alerta população para sintomas do câncer infantojuvenil

Mães, pais, e crianças atendidas pelo Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo saíram em uma grande caminhada pelas ruas de Belém, na manhã deste sábado, 30/9, alertando a população para os sintomas do câncer infantojuvenil e a importância do diagnóstico precoce. A caminhada, que foi da Basílica de Nazaré ao Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, encerra a campanha “Setembro Dourado” realizada, durante todo este mês, para chamar a atenção da comunidade para a doença, que não possui formas de prevenção, sendo o diagnóstico precoce a principal forma de combate, aumentando em 80% as chances de cura do paciente.

Ana Saraiva, de 32 anos, foi uma das mães que fez questão de acompanhar a caminhada. Ao lado do filho, Izaack, de 7 anos –  diagnosticado com câncer aos 5 anos de idade -, ela contou que também teve dificuldades para detectar os sintomas no próprio filho. Por isso, hoje, faz questão de alertar outras mães e participar da campanha promovida pelo Hospital Oncológico Infantil, onde o filho recebe tratamento. “A gente quer que as mães e pais observem seus filhos, porque eu sei que às vezes a gente não percebe que aquela febre persistente, dores, perda de peso, manchas roxas, podem significar um câncer. São sintomas que muitas vezes não ligamos à doença”, ressaltou.

A profissional autônoma, Maiara Araújo, de 29 anos, moradora de Novo Repartimento, também conta que só identificou os sintomas do filho porque tinha um médico na família. O filho dela, Marcus Henrick, foi diagnosticado com leucemia aos 9 anos de idade, e há 1 ano faz tratamento no Oncológico Infantil. “Aquela notícia caiu para mim como uma bomba. Mas, com o tratamento e a forma como fomos recebidos, atendidos, eu percebi que a quimioterapia não era o fim de tudo, mas só o início, e hoje o meu filho está curado”, afirmou, com um sorriso.

O Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, gerido pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), registrou de janeiro a agosto deste ano, mais de 200 novos casos de câncer infantojuvenil atendidos pela unidade, sendo leucemia, tumores ósseos malignos, tumores renais e linfomas, os principais casos.

A diretora-geral da unidade, Alba Muniz, declara que já percebe a campanha trazendo resultados positivos para o munícipio. “A gente percebe que as pessoas já entendem mais o que é o câncer juvenil, do que se trata, e falam mais sobre isso, esse é nosso grande objetivo. Se de toda essa campanha, uma pessoa for alertada sobre a doença, procurar um médico, for diagnosticada e receber atendimento, já estamos satisfeitos”.

Durante a campanha “Setembro Dourado”, o Hospital realizou atividades em seis escolas do município, além da praça da República e da grande caminhada, deste sábado, 30/9. “Nesse período já percebemos mais pessoas procurando o ambulatório em busca de exames para diagnosticar a doença e isso já é resultado da campanha. Estamos muito felizes com o alcance”, concluiu a coordenadora de Humanização da unidade, Paula Viana.

Atendimento

Atualmente, os principais casos de internação registrados no Hospital Oncológico Infantil são: 48% Leucemia, 10% tumores ósseos malignos, 8% tumores renais e 8% linfomas.  Apenas no ano de 2017, a unidade já registrou 202 casos novos, 592 cirurgias, 21.457 infusões quimioterápicas, 49.316 atendimentos multiprofissionais e o índice de satisfação do usuário é de 97%. A unidade já é reconhecida, nacionalmente, como centro de referência para o tratamento desta doença, mesmo estando prestes a completar dois anos de funcionamento no mês de outubro.

Em 2016, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo realizou 140.931 procedimentos entre exames laboratoriais, radioterapia, tomografia, entre outros. Nos meses de janeiro a julho de 2017, a unidade já realizou 87.367 procedimentos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of