Home » Altamira realiza curso para melhorar assistência neonatal

Altamira realiza curso para melhorar assistência neonatal

Médicos, Enfermeiros e Fisioterapeutas do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira (PA), participaram, na última semana, do curso de Reanimação Neonatal, realizado nas dependências do hospital. Foram abordados temas como reanimação neonatal em sala de parto, reanimação do prematuro e transporte do recém-nascido de alto risco.

Esses assuntos são fundamentais para a redução da mortalidade de recém-nascidos. A estatística das complicações com esses pacientes especiais, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, chama a atenção: no biênio 2005/2006, morreram no Brasil 15 recém-nascidos por dia devido a episódios associados à asfixia perinatal. A média de casos de outras complicações é a seguinte: um em cada dez recém-nascidos necessita de ventilação com pressão positiva para iniciar ou manter movimentos respiratórios efetivos; um em cada 100 bebês precisa de intubação ou massagem cardíaca; e um em cada 1000 requer intubação, massagem e medicações. Estima-se que, no país a cada ano, 300.000 crianças necessitem de ajuda para iniciar e manter a respiração ao nascer, e cerca de 25.000 prematuros de baixo peso precisem de assistência ventilatória na sala de parto.  

Para que a reanimação aconteça conforme o esperado, é muito importante que toda equipe envolvida esteja treinada para realizar os procedimentos de reanimação. Além da teoria, os participantes do treinamento conheceram procedimentos para atendimento ao recém-nascido na sala de parto.

O curso contribuiu para garantir mais qualidade de vida aos recém-nascidos e o sucesso do procedimento de reanimação dos bebês internados no hospital, gerido pela Pró-Saúde – Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar – sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde