Quadro de pré-diabetes pode ser revertido? Veja 5 dicas fundamentais

pré diabetes

Condição afeta mais de 350 milhões de adultos no mundo. Obesidade e sedentarismo são fatores de risco

No último sábado (14/11), celebramos o Dia Mundial do Diabetes. Levando em conta a complexidade e o alto número de casos da doença no mundo, cerca de 450 milhões de casos em adultos, é fundamental que nesta data, também seja abordada a etapa que antecede o diagnóstico: o pré-diabetes.

O pré-diabetes é, na maioria das vezes assintomático, e detectado por meio de exames clínicos. Antecede o Diabetes tipo 2, causa de 90% dos casos da doença.

De acordo com a Federação Internacional do Diabetes (FID), mais de 370 milhões de adultos se encontram no quadro de pré-diabetes, que pode ser revertido.

A situação é diagnosticada quando a taxa de glicemia (nível de açúcar no sangue) é menor que a do diabético, mas ainda está acima do normal. Ou seja, entre 100 e 125 mg/dL. Além disso, outros indicadores do nível glicêmico são considerados.

Por ser a única etapa curável, é possível evitar o diabetes por meio de mudanças significativas no estilo de vida. Por exemplo:

> Adotar a prática regular de exercícios físicos;
> Perda e manutenção do peso;
> Mudanças na alimentação, reduzindo calorias, gorduras saturadas e carboidratos;
> Exames regulares de check-up
> Tratamento com medicamentos, em alguns casos.

Com essas medidas, são reduzidos em 40% os riscos do diabetes tipo 2. Trata-se de uma condição multifatorial e que afeta com maior frequência pessoas na faixa dos 40 a 45 anos, assim como a doença. Obesos, pessoas com histórico familiar, hipertensos e sedentários, têm mais chances de manifestar o pré-diabetes.

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts