Com 364 mil atendimentos em 2017, Hospital Regional de Altamira ganha destaque nacional em saúde e sustentabilidade | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Com 364 mil atendimentos em 2017, Hospital Regional de Altamira ganha destaque nacional em saúde e sustentabilidade

22/01/2018

Com 364 mil atendimentos em 2017, Hospital Regional de Altamira ganha destaque nacional em saúde e sustentabilidade

Ótimo. Essa é a avaliação do seu Ailson Souza, 59 anos, sobre o atendimento que está recebendo no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, no sudoeste do Pará. O agricultor passou por uma cirurgia na perna direita e agora se recupera em um dos quartos da clínica cirúrgica. Ele se diz satisfeito com o tratamento e o cuidado no hospital e aprova a dedicação que vê da equipe com ele e com os outros usuários.
“A avaliação aqui é ótima, muito boa, em relação a mim. Não sei se posso responder pelos outros, mas pelo que a gente vê aqui, o atendimento é realmente ótimo”, conta.
Assim como o seu Ailson, outros usuários também aprovaram e aprovam os serviços prestados pelo HRPT. No ano de 2017, quando teve um total 364.498 atendimentos – superando a marca de 358.859 de 2016 -, a unidade alcançou a marca de 99,68% de aprovação, a partir do levantamento que é feito pelo Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que faz pesquisas diárias com os pacientes, através de visitas e questionários, além de ligações aos usuários que já tiveram alta do hospital, para que eles avaliem como foram tratados.
Os números reforçam a importância do HRPT para a região de Integração do Xingu, que engloba nove municípios - Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu -, e seus cerca de 600 mil habitantes. A unidade segue como referência em alta e média complexidades e fechou o ano passado com a realização 4.983 atendimentos de urgência e emergência e 261.436 exames.
“Considero o ano de 2017 muito positivo. Aumentamos a nossa produtividade, com o carro-chefe sendo a cirurgias, reduzindo muito as filas no ano passado. Além disso recebemos premiações importantes, uma em São Paulo de meio ambiente e iniciamos nossa jornada científica com a apresentação de trabalhos em um Congresso, já nos preparando para a área de ensino e pesquisa e a chegada dos alunos de medicina na unidade. Ficamos muito satisfeitos com nossa evolução e esperamos que 2018 seja melhor ainda”, destaca o diretor geral do HRPT, Edson Primo.
O Hospital Regional Público da Transamazônica é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar desde sua inauguração, em 2006, por meio de contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
Paulo Czrnhak, diretor Operacional da Pró-Saúde explica que a entidade tem atuado em prol de promover um serviço de saúde eficiente, resolutivo e humanizado. “A nossa gestão tem o compromisso em fazer uma saúde publica de qualidade, no qual, o usuário e sua família sintam segurança no atendimento, para assim, participarem efetivamente do tratamento, sempre humanizando nossos serviços”
Referência em saúde
Único na região a possuir o serviço de hemodiálise, o HRPT fechou o mês de dezembro com 118 pacientes passando pela técnica de diálise, somando os usuários com problema renal que fazem sessões regulares mais os internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Foram 14.059 sessões regulares de hemodiálise para os usuários externos, que têm direito a transporte gratuito até o hospital e de volta para casa, além do acompanhamento nutricional e psicológico. Eles são atendidos em dias alternados, nos três turnos. “Tivemos a abertura do terceiro turno este ano e a cada dia que passa, aumentamos o número de usuários. Temos uma equipe bem completa para ofertar um bom serviço”, ressalta a enfermeira Rosivânia Barros, coordenadora do setor de hemodiálise do HRPT.
Os procedimentos cirúrgicos realizados em 2017 também foram um ponto importante. Foram 4.256 no total, representando um aumento de 13% em relação ao ano anterior, quando 3.751 cirurgias foram realizadas. E este trabalho também ecoou Brasil afora. A unidade de Altamira foi destaque no 42º Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular, realizado no mês de outubro.
O HRPT enviou cinco trabalhos, que foram aceitos e apresentados durante o Congresso, na categoria Tema Livre. Foram dois relatos de casos raros tratados na unidade: um tumor que apareceu em região vascular e outro sobre uma fístula – que é um canal criado cirurgicamente – feita em um local não comum para o acesso da hemodiálise. Os outros três trabalhos foram análises de causas de problemas vasculares recorrentes no hospital.
“Os trabalhos foram muito elogiados e conseguimos levar o nome do HRPT a um contexto nacional mais uma vez. É importante que a gente consiga chamar atenção das pessoas para a saúde de qualidade que é ofertada em Altamira, mostrar que aqui, no interior do Pará, nós estamos preocupados com a saúde e com o constante aperfeiçoamento”, destaca o cirurgião vascular Renan Rocha, que representou o Hospital Regional de Altamira durante o Congresso.
Hospital Amigo do Meio Ambiente 
Além do destaque na saúde, o HRPT também foi destaque no quesito sustentabilidade em 2017. A unidade de Altamira recebeu o prêmio de Hospital “Amigo do Meio Ambiente” da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, em outubro do ano passado. O reconhecimento se deu através do projeto “Gerenciamento de resíduos do HRPT e seu impacto ao meio ambiente”, que se baseia em um conjunto de ações realizadas na unidade para evitar o desperdício e promover o reaproveitamento.
As ações vão desde a construção da unidade, que utilizou colunas pré-moldadas para reduzir a utilização de tijolos e a emissão de gases no meio ambiente; a substituição de equipamentos à base de mercúrio; aproveitamento total dos alimentos, utilizando produtos locais e erradicando o óleo de cozinha; reutilização de materiais como lençóis; troca das lâmpadas por led; reutilização das mantas de SMS; incentivo ao uso consciente do papel, reaproveitando os dois lados da folha em impressões e anotações; reutilização das bombonas da hemodiálise como caixas para material do almoxarifado; substituição de tubos de vidros para tubos descartáveis; etc.
O HRPT conseguiu, com estas iniciativas, reduzir em 18 % a quantidade de resmas de papel utilizadas com as orientações do Projeto Castanheira; além de reduzir o consumo de um rolo de sacos plásticos ao mês no guarda-volumes e de 160 rolos para apenas 11 mensais no setor de farmácia, a partir da reciclagem das mantas SMS.
“Foram várias ações internas que proporcionaram esse resultado positivo. Nosso objetivo maior foi praticar os 3 R’s do Ministério do Meio Ambiente em relação à destinação correta dos resíduos. Reutilizando, reduzindo e reciclando da melhor forma possível”, explica o bioquímico Rodrigo Faria, membro da comissão de resíduos do HRPT.
Ações do Bem
O ano de 2017 também serviu para aproximar ainda mais o hospital da comunidade, por meio das Ações do Bem. Foram três iniciativas que visaram beneficiar a população de Altamira e região, seja levando a equipe para fora da unidade, seja recebendo as pessoas no HRPT para promover um serviço.
A primeira, o “HRPT na Escola”, visitou a Escola Estadual Polivalente de Altamira, em agosto de 2017, com uma palestra do programa “Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro” sobre os cuidados no trânsito e as possíveis sequelas de acidentes. Alunos do ensino médio foram orientados pelo programa, que é um projeto contínuo em todas as unidades de saúde públicas no Pará, gerenciadas pela Pró-Saúde.
Já no mês de outubro, foi a vez do “HRPT na Comunidade” visitar o Reassentamento Urbano Coletivo Casa Nova e levar uma manhã alegre aos moradores, com direito a verificação de pressão arterial e glicemia capilar; orientação nutricional; palestra de assistência social; palestra de trânsito para as crianças, por meio do programa “Direção Viva”; além de aulas de dança ministradas pela professora de Educação Física, Tatiane Pantaleão, que foi parceira do projeto; e a animação das personagens infantis Myca e Pipa, criadas e interpretadas por colaboradoras do hospital.
E para encerrar, no mês de dezembro, foi realizado nas dependências do HRPT o Workshop “Capacitando Quem Cuida”, para pessoas que trabalham ou convivem com pacientes acamados, idosos ou que precisam de uma atenção especial. O curso foi ministrado por uma equipe multiprofissional do hospital e deu várias orientações importantes para os participantes.
As três ações fizeram parte das “50 Ações do Bem”, atividades em prol da comunidade que foram realizadas durante todo o ano de 2017, para comemorar os 50 anos da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

 

+ Notícias

21/01/2019 - Saúde: SBIm alerta os participantes da Jornada Mundial de Juventude sobre a importância da vacinação

21/01/2019 - Saúde: Ministério da Saúde brasileiro se preocupa com doença toxi-infecciosa vinda da Venezuela

21/01/2019 - Humanização durante o parto no HU fortalece vínculo entre mãe e bebê

21/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência conta com o serviço de Terapia Ocupacional

21/01/2019 - Pró-Saúde lança site do Hospital Materno-Infantil de Barcarena com foco na transparência dos serviços oferecidos para a sociedade

18/01/2019 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Saúde: Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2019 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2019 - Saúde: Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2019 - Saúde: Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2019 - Saúde: Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2019 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Saúde - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Saúde: Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2019 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Saúde: Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - Saúde: SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - Saúde: SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso