Hospital Regional de Santarém realizou 814 mil atendimentos em 2017 | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Hospital Regional de Santarém realizou 814 mil atendimentos em 2017

17/01/2018

Hospital Regional de Santarém realizou 814 mil atendimentos em 2017

Em 2017, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), atingiu a marca de 814.591 atendimentos prestados à população de 21 municípios do Oeste do Pará. O número expressivo engloba procedimentos cirúrgicos, internações, consultas, exames e urgência e emergência. O total é 12% superior a 2016, quando 728.754 atendimentos haviam sido realizados. Em 2017, a unidade ainda realizou 11 transplantes de rins, 12 captações de órgãos, as primeiras cirurgias bariátricas do Oeste do Pará e a primeira cirurgia cardíaca do interior do estado.

Os avanços significam maior qualidade de vida para quem depende dos serviços de saúde. Em meio aos 4.627 procedimentos cirúrgicos realizados no ano, está a cirurgia cardíaca realizada no adolescente E.F.B.S., de 14 anos. “Antes eu queria brincar com meus irmãos, mas não conseguia. Tinha dificuldade para respirar, sentia muita falta de ar, cansava rápido com o menor esforço. Sei que agora tudo vai ficar bem e agradeço muito ao médico e ao hospital pelo o que fizeram por mim”, falou o jovem, após a alta hospitalar. Essa foi a primeira cirurgia de coração realizada pelo hospital, em caráter piloto, para que, futuramente, a unidade estabeleça o programa e comece a oferecer o serviço.

O diretor-geral do HRBA, Hebert Moreschi, destaca a importância da unidade na promoção da saúde. “Os números dos atendimentos realizados em 2017 demonstram claramente a evolução do Hospital Regional nesse período e o quanto ele é importante para a Saúde do Oeste do Pará. Somos um dos hospitais mais resolutivos de todo o estado e que leva assistência de qualidade e com segurança para a população”.

Diagnóstico e tratamento

Ao longo do ano, mais de 82 mil consultas foram realizadas, sendo 15 mil de Oncologia e 6,6 mil de Fisioterapia. O número de sessões de Fisioterapia também impressiona: 107.628. O serviço é fundamental para diagnosticar e tratar problemas relacionados ao movimento e funções do corpo, principalmente após traumas.

Um dos principais serviços oferecidos pela unidade é a terapia renal substitutiva. Em 2017, mais de 28 mil sessões foram realizadas. Com o avanço do programa de transplantes, mais 11 pessoas deixaram as máquinas de Hemodiálise e puderam ter mais qualidade de vida.

Público e gratuito, o HRBA é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). O hospital é referência em qualidade e segurança do paciente na prestação de serviços de alta e média complexidades.

Oncologia

Mário Humberto, de 71 anos, realiza tratamento oncológico no HRBA há três anos. Ele já passou por todos os processos de radioterapia, quimioterapia e cirurgia. Atualmente, Mário realiza apenas consultas de acompanhamento. “Graças a Deus que este hospital é uma referência muito grande. Tem uma equipe aqui dentro fora de série. Vai desde a pessoa que faz a limpeza até no médico. Isso ajuda muito. Quantas vezes a gente vê a pessoa que está limpando o chão conversar com os pacientes, sorrir para eles”, conta.

A Oncologia da unidade tem apresentado crescimento nos últimos anos. Em 2009, 2.730 sessões de quimioterapia foram realizadas. Em 2015, o total de sessões foi de quase 7.900 (volume 188,6% maior). Em 2017, o número saltou para 11.227, 42% maior do que 2015.

Na Radioterapia, a realidade é a mesma. Em 2011, quase 12 mil sessões foram realizadas. Em 2015, o número cresceu para 27.125 sessões, e chegou a 31.871 em 2017. Em seis anos, o aumento foi superior a 166%.

Satisfação do usuário

Apesar da complexidade dos tratamentos, o hospital consegue manter uma boa avaliação dos usuários. Em 2017, a taxa de satisfação ficou em 92%. Além da capacidade técnica dos profissionais e infraestrutura oferecida pelo HRBA, os programas de humanização fazem com que os usuários se sintam muito mais motivados para enfrentarem os tratamentos.

Raylana Freitas, de 27 anos, já passou por uma cirurgia de apêndice no HRBA. Agora, ela está internada na unidade por conta de dores no estômago. “Aqui é um atendimento de qualidade, todo mundo é bem compreensivo. Durante todo o tempo que estou aqui sempre fui bem atendida. Aqui eu recebo toda a atenção que preciso, até porque passamos muito tempo, aí ficamos tensos, ansiosos. Graças a Deus fui bem acolhida”, afirma Raylana.

Para 2018, o diretor-geral acredita que o hospital vai evoluir ainda mais. “Temos certeza de que ainda há muito a ser trabalhado, mas estamos no caminho certo para a ampliação e implantação de serviços de alta complexidade, que levarão resolutividade e, também, uma assistência mais complexa e completa para nossa população”, finaliza Hebert Moreschi.

 

+ Notícias

21/01/2019 - Saúde: SBIm alerta os participantes da Jornada Mundial de Juventude sobre a importância da vacinação

21/01/2019 - Saúde: Ministério da Saúde brasileiro se preocupa com doença toxi-infecciosa vinda da Venezuela

21/01/2019 - Humanização durante o parto no HU fortalece vínculo entre mãe e bebê

21/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência conta com o serviço de Terapia Ocupacional

21/01/2019 - Pró-Saúde lança site do Hospital Materno-Infantil de Barcarena com foco na transparência dos serviços oferecidos para a sociedade

18/01/2019 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Saúde: Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2019 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2019 - Saúde: Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2019 - Saúde: Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2019 - Saúde: Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2019 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Saúde - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Saúde: Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2019 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Saúde: Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - Saúde: SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - Saúde: SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso