Brigada anti-Aedes garante selo de qualidade para UPA 24h Oropó | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Brigada anti-Aedes garante selo de qualidade para UPA 24h Oropó

16/10/2017

Brigada anti-Aedes garante selo  de qualidade para UPA 24h Oropó

O trabalho desenvolvido pela brigada anti-Aedes garantiu à UPA 24h Oropó o selo “Aqui o mosquito não tem vez”, concedido pelo Núcleo de Controle e Prevenção a Arboviroses, da Secretaria Municipal de Saúde.

O selo é entregue apenas às unidades de saúde que implantam ações rotineiras de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika. No dia 25 de setembro foi realizada uma vistoria feita por técnicos do Núcleo que avaliaram as atividades da brigada anti-Aedes. 

O grupo de combate ao mosquito foi criado na UPA 24h Oropó em março deste ano. “Capacitamos e orientamos os colaboradores. A equipe que faz a vistoria é multidisciplinar, com integrantes da enfermagem, farmácia, controle de infecção hospitalar, manutenção, higienização e controle de acesso”, explicou a enfermeira Ana Paula Tavares Outeiro, da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH).

As vistorias são semanais e ocorrem por toda a Unidade e também pela vizinhança. “Quando detectamos algo  errado, elaboramos um plano de ação para resolver a situação e notificamos à Secretaria de Saúde”, disse a enfermeira. Caso o problema seja identificado em áreas externas, como em terrenos particulares, o Núcleo de Controle e Prevenção é informado. 

O resultado prático das inspeções na área da UPA 24h foi a retirada da bromélia existente no jardim, uma espécie de planta que pode acumular água em seu interior, e a aplicação de hipoclorito nos ralos. “Também desenvolvemos ações preventivas e de conscientização”, ressaltou Ana.

Na UPA 24h são verificados os vasos e as plantas, os bebedouros, os ralos, o tanque, as calhas e o jardim. Os itens analisados fazem parte de uma lista elaborada pela própria Secretaria de Saúde. “Mesmo que a equipe esteja em funcionamento e tenha as pessoas definidas, todos os colaboradores são responsáveis por eliminar os focos”, afirmou o oficial de manutenção Leorivan Ramirez Urizzi, um dos integrantes da brigada.

A orientação é para que, em casa e nos ambientes de trabalho, a população fique atenta. Cada mogiano deve reservar 10 minutos semanais para garantir os seguintes cuidados: 

• Caixas d'água vedadas

• Calhas totalmente limpas e niveladas

• Galões, tonéis, poços e tambores bem vedados

• Pneus sem água e em lugares cobertos

• Garrafas vazias e baldes com a boca para baixo

• Ralos limpos e com tela

• Bandejas de ar-condicionado limpas e sem água

• Bandejas de geladeira sem água

• Pratos de vaso de planta com areia até a borda

• Bromélia e outras plantas sem acúmulo de água 

• Manter fechados os vasos sanitários sem uso

• Lonas de cobertura esticadas para não formar poças

• Piscinas e fontes sempre tratadas

• Descarte de materiais e objetos sem uso

• Atenção e cuidado redobrado nos canteiros de obras

• Atendimento a denúncias de possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti podem ser feitas pelo telefone 162.

 

+ Notícias

21/01/2019 - Saúde: SBIm alerta os participantes da Jornada Mundial de Juventude sobre a importância da vacinação

21/01/2019 - Saúde: Ministério da Saúde brasileiro se preocupa com doença toxi-infecciosa vinda da Venezuela

21/01/2019 - Humanização durante o parto no HU fortalece vínculo entre mãe e bebê

21/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência conta com o serviço de Terapia Ocupacional

21/01/2019 - Pró-Saúde lança site do Hospital Materno-Infantil de Barcarena com foco na transparência dos serviços oferecidos para a sociedade

18/01/2019 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Saúde: Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2019 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2019 - Saúde: Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2019 - Saúde: Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2019 - Saúde: Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2019 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Saúde - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Saúde: Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2019 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Saúde: Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - Saúde: SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - Saúde: SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso