Diretor da Pró-Saúde faz palestra no 5° Congresso Brasileiro Médico e Jurídico, em Vitória (ES) | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Diretor da Pró-Saúde faz palestra no 5° Congresso Brasileiro Médico e Jurídico, em Vitória (ES)

29/09/2017

Diretor da Pró-Saúde faz palestra no 5° Congresso Brasileiro Médico e Jurídico, em Vitória (ES)

Os pontos positivos e negativos da experiência da gestão pública operacionalizada pelo setor privado foi o tema da palestra de Danilo Oliveira da Silva, diretor de desenvolvimento da Pró-Saúde, ao participar do terceiro painel do 5º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico (COMEDJUR), realizado na quarta-feira, 28/09, no Centro de Convenções de Vitória (ES), sobre o tema “Gestão Pública de Saúde: A Prestação de Serviços do Terceiro Setor e as Leis 13019/14 e 13204/15”.

Este painel foi presidido pela advogada Clenir Sani Avanza, coordenadora executiva do 5º COMEDJUR e vice-presidente da Comissão de Direito da Saúde e Terceiro Setor da OAB-ES. Também participaram como palestrantes Fernando Borges Manica, procurador do Estado do Paraná; Leonardo Vilela, secretário de estado da Saúde de Goiás; Ricardo Oliveira, secretário de estado da Saúde do Espírito Santo; e Ricardo Alam Monteiro, presidente da Comissão de Direito Médico e da Saúde da OAB-AM.

Danilo Oliveira da Silva afirmou que foi oportuna a participação da Pró-Saúde no evento, que reuniu um público muito seleto, em especial do judiciário. “A nossa participação foi importante exatamente nesse sentido: estar junto de um público que participe da discussão. É importante que ele entenda o modelo da gestão pública operacionalizada pelo setor privado, e que nos ajude a dar continuidade a esse serviço, sem gerar dificuldades em função do não entendimento de como funcionam essas parcerias”.

Em sua palestra o diretor de desenvolvimento da Pró-Saúde destacou os pontos que precisam ser discutidos, como a insegurança jurídica do modelo e a responsabilidade do órgão público como financiador. “O órgão público precisa entender que ele é o financiador do sistema, e que se ele não disponibilizar o recurso não tem serviço. O terceiro ponto é o de que a operacionalização do público pelo privado deve ser uma política de Estado e não uma política partidária. Porque na visão partidária, com a mudança de governo, a cada quatro anos, você começa do zero. Isso gera insegurança na prestação do serviço, porque a instituição começa a prestar um serviço hoje, sem saber o que irá acontecer dentro de quatro anos e qual sua continuidade”, afirmou.

Danilo também destacou que as vantagens para os órgãos públicos, em adotar este modelo, são a economia e o aumento de produtividade, dados que, segundo ele, foram demonstrados também na apresentação do secretário de Estado de Goiás. “Ele demonstrou que, em seis anos, Goiás continuou com praticamente o mesmo custo de 2011, mas atendendo um número três vezes maior de pessoas em 2017”, concluiu.

O 5º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico prossegue, nesta sexta-feira, dia do encerramento, debatendo temas como a judicialização das políticas de saúde, serviços de saúde suplementar, entre outros.

 

+ Notícias

17/01/2018 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2018 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2018 - Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2018 - Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2018 - Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2018 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2018 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso

07/01/2019 - Hospital Metropolitano realiza formatura de ABC para paciente internado no Centro de Tratamento de Queimados

02/01/2018 - Mãe e bebê prematuro recebem visita familiar para o Natal no Hospital Materno Infantil de Barcarena

02/01/2019 - Programação Natalina leva esperança e solidariedade para pacientes do HRPT

02/01/2019 - Hospital 5 de Outubro realiza programação musical de Natal

02/01/2019 - Hospital Metropolitano realiza VI Semana SIPAT

28/12/2018 - CEIs participam de avaliação anual e promovem planejamento para 2019

28/12/2018 - Funcionários do HRPT fazem ceia de Natal para pacientes