Enfermeiros do Pronto-Socorro Engenho Novo participam de treinamento sobre classificação de risco | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Enfermeiros do Pronto-Socorro Engenho Novo participam de treinamento sobre classificação de risco

07/04/2017

Enfermeiros do Pronto-Socorro Engenho Novo participam de treinamento sobre classificação de risco

O Pronto-Socorro do Engenho Novo, em Barueri (SP), promoveu treinamento sobre a aplicação do protocolo de classificação de risco.

Feita no momento em que o paciente dá entrada na unidade, a classificação de risco é um método que identifica a gravidade do paciente e, com isso, determina sua ordem no atendimento — casos mais graves são atendidos primeiro.

Ocorrido entre os dias 29 e 30 de março, o treinamento foi aplicado pelo gerente de Enfermagem Willians Alkimin Medeiros.

“Foi uma oportunidade de reforçar a orientação de como os enfermeiros devem agir em relação à esfera de cores e correlacionar os sinais vitais com os sintomas para efetuar uma classificação correta”, afirmou.

 

Entenda a classificação de risco

No Pronto-Socorro Engenho Novo, ao dar entrada na unidade, o paciente é acolhido e segue direto para a classificação de risco, momento em que o enfermeiro faz a avaliação, identificando o tempo máximo de espera pelo atendimento médico.

Se receber a classificação azul, o paciente pode ser atendido em até 3 horas; se for verde, até 2 horas para atendimento. Classificação amarela, considerada urgente, os cuidados médicos ao paciente devem acontecer em até uma hora. Em caso de classificação vermelha, o atendimento deve ser imediato ¾ há casos em que o paciente é levado diretamente para a sala vermelha de emergência.

“Na classificação de risco, os enfermeiros medem a pressão arterial, a frequência cardíaca e respiratória, a temperatura e fazem a escala de dor do paciente. Em crianças, também são realizadas as oximetria de pulso e a medição de peso e altura”, explica Willians.

A classificação de risco segue diretrizes do Ministério da Saúde e visa humanizar o atendimento, reduzindo o tempo de espera pelo atendimento médico, de acordo com a gravidade do paciente.

 

Cor

Situação

Tempo de espera

Vermelho

Emergente

Imediato

Amarelo

Urgente

em até 1 hora

Verde

Pouco urgente

em até 2 horas

Azul

Sem urgência

em até 3 horas

 

A unidade

Mantido pela Prefeitura de Barueri, o Pronto-Socorro Engenho é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar por meio de um contrato de gestão com a Secretaria de Saúde.

A unidade possui 14 leitos de observação — dos quais 5 são infantis — e mais 5 leitos para o atendimento de casos de emergência. O Pronto-Socorro oferece atendimento nas especialidades clínica geral, pediatria, odontologia e ortopedia. A unidade também realiza exames de raio-x, eletrocardiograma e laboratoriais. 

 

+ Notícias

21/01/2019 - Saúde: SBIm alerta os participantes da Jornada Mundial de Juventude sobre a importância da vacinação

21/01/2019 - Saúde: Ministério da Saúde brasileiro se preocupa com doença toxi-infecciosa vinda da Venezuela

21/01/2019 - Humanização durante o parto no HU fortalece vínculo entre mãe e bebê

21/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência conta com o serviço de Terapia Ocupacional

21/01/2019 - Pró-Saúde lança site do Hospital Materno-Infantil de Barcarena com foco na transparência dos serviços oferecidos para a sociedade

18/01/2019 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Saúde: Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2019 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2019 - Saúde: Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2019 - Saúde: Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2019 - Saúde: Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2019 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Saúde - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Saúde: Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2019 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Saúde: Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - Saúde: SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - Saúde: SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso