Hospital Municipal de Pinhais, no Paraná, mantém alto índice de parto normal | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Hospital Municipal de Pinhais, no Paraná, mantém alto índice de parto normal

30/01/2019

Os nascimentos por parto normal ainda são um desafio a ser superado no País, mas em Pinhais (PR) o cenário próximo ao ideal já está cada vez mais consolidado. Das crianças que nasceram no Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais no ano passado, 72,5% foram por parto normal.

Em 2016, um total de 1.628 bebês veio ao mundo na unidade, dos quais 1.181 foram por parto normal. Trata-se de um percentual que tem se repetido ao longo dos anos. Em 2015, o índice foi de 70%.

Segundo o Ministério da Saúde, os benefícios do parto normal fazem a diferença na saúde da mulher e do bebê. “Para a mulher, tem menor custo, ela fica mais disposta para cuidar do seu bebê, a amamentação se dá com mais facilidade, há menor risco de hemorragia e de infecção, propicia uma recuperação mais rápida, excluem-se os riscos associados à cesárea e à anestesia e há menor necessidade de uso de medicamentos.”

Já para o bebê, o Ministério da Saúde aponta a redução das “chances de ele nascer prematuro, pois o trabalho de parto sinaliza que está pronto para nascer. Também o prepara para a vida fora do útero, pois após a passagem pelo canal de parto seus pulmões expelem líquidos e respiram com mais facilidade, além de o contato com os microrganismos vaginais estimular seu sistema imunológico, o que evita doenças no futuro”.

 

Hospital Amigo da Criança

Para alcançar o alto índice de parto normal, o Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais atua em parceria com as unidades da rede municipal de saúde.

Algumas semanas antes do parto, as gestantes visitam o hospital e conhecem todo a estrutura da unidade e o roteiro do atendimento, desde a recepção até a alta médica. O mesmo acontece com os acompanhantes e pais. Trata-se de uma iniciativa que humaniza a assistência dedica à parturiente, oferecendo mais segurança e confiabilidade.

As orientações são transmitidas pela equipe médica e de Enfermagem da unidade durante encontros que acontecem sempre às sextas-feiras. São dois tipos de “cursos”, um para a gestante e outro para o acompanhante.

Quando a parturiente chega na unidade, ela é acolhida pela equipe de Enfermagem e segue para o atendimento médico. Dependendo da evolução, que varia de acordo com cada paciente, ela já segue para o centro cirúrgico. Após o parto, a mãe é transferida para a sala de recuperação.

Neste momento, já é iniciado o protocolo de atendimento ao recém-nascido, que visa promover o contato integral com a mãe. Também são aplicadas as primeiras vacinas e realizados no recém-nascido os testes do pezinho, olhinho, coraçãozinho e, depois da alta, o teste da orelhinha.

Outro pronto importante do atendimento são os dez passos de estímulo ao aleitamento materno, protocolo que confere à unidade o certificado Hospital Amigo da Criança, concedido pelo Unicef (Fundação das Nações Unidas para a Infância) desde 2013.

Segundo o Unicef, “amamentar os bebês imediatamente após o nascimento pode reduzir a mortalidade neonatal”. A fundação também destaca que, na primeira hora de vida, o leite materno é fundamental “tanto para o bebê quanto para a mãe, pois, auxilia nas contrações uterinas, diminuindo o risco de hemorragia”.

Já o Ministério da Saúde destaca outros benefícios que o leite materno produz: evita diarreia, infecção respiratória; diminui o risco de alergias, hipertensão, colesterol alto e diabetes; reduz a chance de obesidade, promove uma melhor nutrição para o bebê e ainda fortalece o vínculo afetivo entre mãe e filho.

O Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais é mantido pela Prefeitura e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, por meio de um contrato de gestão com a Secretaria de Saúde.

 

No Brasil

Oito em cada dez bebês que nascem no País chegam ao mundo por meio de cesárea. Esse percentual — estimado em 84% pelo Ministério da Saúde — sugere que o procedimento cirúrgico não está sendo encarado apenas como uma necessidade clínica.

Na rede pública de saúde, a quantidade de bebês que nascem por cesárea é menor, mas ainda assim bastante alta: 40% ou quatro em cada dez nascimentos acontecem por meio da cirurgia, que é considerada de grande porte e pode apresentar riscos para a mulher e para o bebê, especialmente se for realizada sem necessidade.

Para se ter uma ideia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que as cesáreas sejam utilizadas em não mais do que 15% das mulheres parturientes.

 

Conheça os dez passos para o sucesso do aleitamento materno que o Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais realiza:

 

1 — Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe do serviço;

2 — Treinar toda a equipe, capacitando-a para implementar essa norma;

3 — Informar todas as gestantes atendidas sobre as vantagens e o manejo da amamentação;

4 — Ajudar a mãe a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto;

5 — Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos;

6 — Não dar a recém-nascido nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tenha indicação clínica;

7 — Praticar o alojamento conjunto. Permitir que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia;

8 — Encorajar a amamentação sob livre demanda;

9 — Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas;

10 — Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio à amamentação, para onde as mães devem ser encaminhadas por ocasião da alta hospitalar.

 

+ Notícias

23/01/2019 - Hospital Materno-Infantil de Barcarena participa da 1º Semana de Farmácia Hospitalar da Pró-Saúde

23/01/2019 - HEGV participa da Semana de Farmácia Hospitalar

23/01/2019 - As 10 principais ameaças para a saúde em 2019

23/01/2019 - CFM divulga que metade das prefeituras gastam menos de R$403 ao ano na saúde

21/01/2019 - Saúde: SBIm alerta os participantes da Jornada Mundial de Juventude sobre a importância da vacinação

21/01/2019 - Saúde: Ministério da Saúde brasileiro se preocupa com doença toxi-infecciosa vinda da Venezuela

21/01/2019 - Humanização durante o parto no HU fortalece vínculo entre mãe e bebê

21/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência conta com o serviço de Terapia Ocupacional

21/01/2019 - Pró-Saúde lança site do Hospital Materno-Infantil de Barcarena com foco na transparência dos serviços oferecidos para a sociedade

18/01/2019 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Saúde: Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2019 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2019 - Saúde: Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2019 - Saúde: Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2019 - Saúde: Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2019 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Saúde - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Saúde: Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2019 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Saúde: Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - Saúde: SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - Saúde: SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade