SAMU de Mogi capacita servidores da Educação sobre primeiros-socorros

O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), de Mogi das Cruzes (SP), deu início, nesta segunda-feira (29/05), a capacitação sobre primeiros-socorros aos servidores da rede municipal de Educação. A primeira equipe contou com cerca de 20 pessoas, entre profissionais de escolas e creches de toda a cidade, como as unidades de César de Souza, Braz Cubas, Quatinga, Sabaúna e Biritiba-Ussú. 

A capacitação ocorre após um convite da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da Prefeitura de Mogi. Até dezembro deste ano, todos os servidores da rede municipal de Educação serão capacitados. O treinamento está sendo realizado no Centro Municipal de Formação Pedagógica (Cemforpe), na Nova Mogilar. Nesta terça-feira, ocorre a segunda turma.

O enfermeiro Jefferson Azevedo Oliveira, coordenador do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do SAMU, e a enfermeira Miriam Miletti, coordenadora de Enfermagem do SAMU, são os responsáveis por ministrarem os treinamentos. As áreas de risco abordadas são: afogamento, intoxicação, mordida de animais, queda, queimaduras, acidentes de trânsito, e sufocação. Além da teoria, a parte prática também foi realizada.

De acordo com o mais recente levantamento da ONG Criança Segura, os acidentes são, hoje, a principal causa de morte e hospitalização de crianças de um a 14 anos no País. Todos os anos, cerca de 4,5 mil crianças nesta faixa etária morrem e outras 122 mil são hospitalizadas devido aos acidentes. Os dados têm como base o ano de 2013, data do último estudo.

“Nosso intenção é trazer para a realidade da escola a rotina de segurança e deixar claro que não é apenas a barreira física a responsável por evitar um acidente, mas, principalmente, a supervisão constante”, destacou Jefferson. “Além do preventivo, vamos mostrar o é preciso fazer quando houver uma queda com fratura, uma convulsão, entre outras situações”, explicou.

“Os primeiros-socorros prestados a uma vítima de queda ou queimadura, por exemplo, podem determinar a vida ou a morte. É preciso ter calma no momento de fazer o atendimento e ter a consciência do que precisa ser feito”, disse Miriam.

Rosa Maria Fusco Ferreira, coordenadora da Escola Municipal Cyrino de Castro, em César de Souza, elogiou o treinamento e destacou que os acidentes acontecem, porém, é possível minimizá-los. “Vamos replicar esta capacitação para todos na escola, inclusive, aos próprios alunos e os pais. Infelizmente, assim como ocorre dentro de casa, estamos sujeitos aos imprevistos”, afirmou.

O presidente da CIPA da Prefeitura, Edson Teixeira, disse que o tema do curso foi escolhido após diversos pedidos dos próprios servidores da Educação. “Quando esta demanda chegou nosso conhecimento, pensamos logo em chamar o SAMU, que além de ter conhecimento prático do tema, possui uma cultura de capacitação muito significativa”, destacou. 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of