Profissionais do São Lucas conhecem atuação do farmacêutico

Integrados à equipe multidisciplinar que realiza assistência aos pacientes, os farmacêuticos que atuam do Hospital Estadual São Lucas, em Vitória, viram sua rotina de trabalho ser apresentada aos demais colegas da unidade. A ação fez parte da homenagem aos profissionais no Dia do Farmacêutico, lembrado nesta sexta-feira (20).

“Estamos inseridos no processo de recuperação do paciente. Por isso, junto à equipe multidisciplinar, assistimos de maneira segura as pessoas internadas na unidade”, observou Murillo Sales Nunes, coordenador de Farmácia do hospital. 

Profissionais da enfermagem, hotelaria e tecnologia da informação do Hospital Estadual São Lucas tiveram uma “aula” e aprenderam como é realizado o trabalho dos farmacêuticos no hospital. Durante a apresentação, Murillo falou sobre vários detalhes que envolvem o trabalho dos farmacêuticos no hospital, desde o roteiro de recebimento do medicamento até o armazenamento e a distribuição dos remédios para as unidades de internação e de terapia intensiva. 

“Antes de ser distribuída para os setores de assistência, toda a medicação e a nutrição enteral (feita por meio de sonda) passam pelo almoxarifado para conferência e depois são encaminhadas para a Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF), que faz a estocagem e a distribuição dos produtos. Só então, é que os remédios vão para as unidades que assistem os pacientes”, explicou Murillo. 

Ele disse que os farmacêuticos precisam cumprir um rigoroso controle que garante que o remédio certo seja administrado ao paciente. “O processo de trabalho da Farmácia é cauteloso, exige muita atenção e o cumprimento de critérios bastante rígidos. Além de oferecer atenção farmacêutica aos pacientes internados na unidade, a atuação do profissional visa o uso seguro e racional dos medicamentos, garantindo assistência para os usuários que buscam atendimento na unidade hospitalar”, afirmou Murillo. 

Presente na “aula” sobre o trabalho dos farmacêuticos do hospital, a camareira Leonor Duarte dos Reis que há 29 anos atua na área da saúde, contou que essa foi a primeira vez que teve a oportunidade de conhecer a rotina do setor. “É tudo muito organizado — e vejo o quanto é importante a gente conhecer a função do colega. Até chegar ao paciente, o processo é bem dinâmico e seguro. Gostei de conhecer o trabalho dos farmacêuticos”, disse.

Para a diretora administrativo e financeiro do hospital, Adriana Morais, a assistência farmacêutica promove ações integradas e sincronizadas, contribuindo para um atendimento seguro e de qualidade. “Essas ações vão desde análise de necessidade de materiais e medicamentos, monitoramento, reposição e controle. A equipe farmacêutica do hospital evoluiu e alcançou dinamismo e pró-atividade junto à equipe multidisciplinar”, comentou. 

No Hospital Estadual São Lucas, atuam 13 farmacêuticos que, entre as tarefas diárias junto à equipe multidisciplinar, realizam o controle, a reposição, a reconciliação, a rastreabilidade dos remédios e ainda oferecem orientações aos pacientes sobre a medicação. 

Além de atuarem diretamente com a equipe multidisciplinar, os farmacêuticos do hospital fazem parte das comissões de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde; Gestora Multidisciplinar; Multidisciplinar de Terapia Nutricional; Farmacoterapêutica e Padronização de Materiais e Medicamentos Hospitalares; Prontuários; Controle de Infecção Hospitalar; Prevenção e Tratamento de Feridas; Cuidados Paliativos; Sustentabilidade. 

São Lucas

Referência no atendimento de trauma, a unidade é administrada pela Pró-Saúde desde 18 de dezembro de 2015, por meio de um contrato de gestão firmado com o Governo do Estado do Espírito Santo, via Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), que mantém a unidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of