Pró-Saúde apóia evento de segurança do paciente e acreditação em Belém

Conceito baseado na ideia de evitar eventos adversos e falhas na assistência, a segurança do paciente foi tema do Encontro Regional de Segurança do Paciente e Acreditação em Saúde realizado em Belém (PA), nesta terça-feira, 19/9, no auditório da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. O evento realizado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) contou com apoio da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

Na mesa de abertura, autoridades da área de saúde pública do Pará, da Pró-Saúde, da ONA e do Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente (IBSP) falaram da importância da segurança do paciente no processo de acreditação hospitalar.

O diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak, destacou os benefícios que a acreditação hospitalar traz às unidades de saúde. “Quando o usuário entra em uma instituição acreditada, ele sabe que há protocolos e políticas para sua proteção e cuidado”, disse.

O gestor lembrou a certificação de acreditação conferida a quatros hospitais públicos no Pará. “Desses, dois são com o nível mais alto de certificação, a ONA 3 – Acreditado com Excelência. Apenas dez hospitais públicos do Brasil fazem parte desta lista, os regionais de Santarém e de Altamira”, apontou. Czrnhak ressaltou, ainda, a intenção da diretoria da Santa Casa de submeter a entidade ao processo de acreditação. “É uma honra saber que logo a Santa Casa será acreditada, juntamente com outros hospitais públicos”, disse.

Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Vitor Mateus, a acreditação hospitalar impõe desafios como a criação de uma cultura organizacional visando a manutenção do certificado recebido. “O mais importante da acreditação é mantê-la. Isso passa pela cultura organizacional e é fruto da participação ativa de todos os profissionais que atuam nas unidades”, apontou.

O gerente de relações institucionais da ONA, Péricles Góes da Cruz, disse que as entidades de saúde do Pará têm apresentado resultados exitosos na melhoria da segurança do paciente.

Protocolos

A segurança do paciente é focada em procedimentos que evitam o erro na assistência hospitalar. Entre eles estão, a identificação do paciente para assegurar que o cuidado seja prestado a quem se destina; segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos nos estabelecimentos de saúde, cirurgia segura para delimitar dispositivos que possam reduzir a ocorrência de incidentes adversos e mortalidade cirúrgica; prevenção de quedas e o dano decorrente delas; prática de higienização das mãos para prevenir e controlar as infecções e prevenção de lesões por pressão.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of