Prêmio do Hospital Regional de Marabá incentiva melhorias na gestão

Em uma unidade de saúde, os processos são como o roteiro que definem as condutas que devem ser adotadas pelos profissionais para garantir qualidade à assistência prestada na instituição. Dessa forma, para incentivar a disseminação da cultura da segurança do paciente, o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP) criou o Plano de Premiação Estruturado para Gestores.

A iniciativa visa reconhecer, a cada três meses, os líderes que mais contribuem para o atendimento humanizado e qualificado a usuários do Sistema Único da Saúde (SUS). A primeira edição foi realizada nesta quinta-feira, 27/4, homenageando os gestores com melhor desempenho na gestão de processos no primeiro trimestre de 2017. O Hospital Regional de Marabá é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa)

De acordo com o diretor-geral, Valdemir Girato, a gestão qualificada reflete o compromisso e a responsabilidade do líder com o bem-estar do usuário. 'A informação é a matéria-prima para a gestão, pois é o que determina a tomada de decisões. Onde há uma gestão comprometida com a saúde do paciente, há uma administração comprometida com a melhoria contínua dos processos e indicadores', argumentou o diretor.

Ao todo, 34 gestores foram avaliados de janeiro a março pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do hospital. A análise foi baseada em critérios como apresentação de indicadores no prazo, participação em treinamentos institucionais e nos Protocolos de Segurança do Paciente, envolvimento da equipe operacional nos processos sistêmicos e de gestão, assiduidade, pontualidade e ausência de sanções disciplinares.

Os vencedores desta edição foram a supervisora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Daiane Freitas, que ficou com o primeiro lugar. O segundo ficou com a coordenadora do Serviço de Nutrição e Dietética (SND), Nathália Lobato, e em terceiro ficou a auditora de prontuários, Aline Belutti. Emocionada, Daiane dedicou a premiação aos mais de 600 profissionais que atuam na unidade. 'Este prêmio é de todo mundo, porque o trabalho do SCIH é resultado do envolvimento de todos na melhoria dos indicadores', comentou a enfermeira.

A importância do trabalho em equipe também foi reforçada por Nathália Lobato, que está na instituição há nove anos e, hoje, lidera 37 pessoas, entre nutricionistas, copeiros, cozinheiros, estoquistas e auxiliares administrativos e de cozinha. 'Receber esse reconhecimento motiva ainda mais, e a gente sabe que isso é possível só por causa da equipe que a gente tem', frisou.

Para a enfermeira Aline Belutti, o prêmio é resultado da dedicação ao usuário. 'Me senti muito feliz por meu esforço ser reconhecido. Isso me deu mais gás para continuar dando o melhor de mim e fazer a diferença', comentou a colaboradora.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of