Oncológico Infantil celebra três anos com avanços nos tratamentos

Na contagem regressiva para o aniversário de oito anos do filho Milton, Maria Lucinalva de Oliveira já tem motivos para antecipar as comemorações. Um deles é a saúde do filho que, há dez meses, faz tratamento no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém (PA), contra uma leucemia. “Os primeiros cinco meses foram difíceis, porque o organismo dele não respondeu bem às quimioterapias, mas graças a Deus ele está melhor”, comemora.
 
O tipo de câncer de Milton está entre os mais comuns entre crianças e adolescentes no Brasil, segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA). No Pará, a referência para o diagnóstico e tratamento especializado da leucemia e de outros tipos de câncer infantojuvenil é o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo. Em 2017, foram registrados 157 casos de leucemias na Unidade. 

Implantação da Unidade

Inaugurado em 2015, o Hospital Oncológico Infantil completou no último dia 12 de outubro, três anos de funcionamento com mais de 500 mil atendimentos realizados e uma média de aprovação dos usuários que ultrapassa os 95%. 

Para a diretora Hospitalar, Alba Muniz, a data é marcante pois reforça a importância da Unidade, gerenciada desde a inauguração pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. “Os números mostram a grandiosidade do Hospital, e esse é um momento para refletirmos sobre nossos avanços e em como o sentimento que colocamos em tudo que fazemos, tem feito a diferença na vida dos usuários”, ressalta a diretora.  

É esse sentimento que tem amenizado os dias que Maria Lucinalva, que acompanha o filho em tratamento. “Sempre tem uma médica ou enfermeira para conversar com a gente, tirar nossas dúvidas. Além disso, o Hospital sempre tem uma programação para distrair as crianças ou para nos dar força para continuarmos, como essa visita da imagem Nossa Senhora de Nazaré”, conta ela. 

Passagem da Imagem Peregrina

A visita da Imagem Peregrina marcou as comemorações pelo aniversário do Hospital, emocionando colaboradores e familiares de pacientes. Para Thais Campos, o contato com a Imagem Peregrina trouxe o conforto que ela precisava para enfrentar a nova etapa de tratamento da filha. “Para quem é paraense, o mês de outubro já tem uma emoção especial, mas para quem é mãe e acompanha um filho ou filha em tratamento aqui, receber essa benção é gratificante”, conta.

Além da Imagem Peregrina, voluntários animaram a semana de aniversário do hospital com entrega de brinquedos, perucas e toucas, em comemoração ao Dia das Crianças. 

O futebol e a música também fizeram parte da programação de aniversário com presença de integrantes da Comissão Técnica do Clube do Remo, Diretoria de Responsabilidade Social do Paysandu e do coral de colaboradores do Hospital, que interpretaram o clássico infantil “Superfantástico”, da Turma do Balão Mágico. 

Atendimento diferenciado

Referência no tratamento e diagnóstico do câncer infantojuvenil no Pará, o Hospital Oncológico Infantil é uma unidade pública de saúde que atende, atualmente, cerca de 750 pacientes. 

Em 2017, foram mais de 270 mil atendimentos. A marca deve ser superada neste ano, já que Unidade registra cerca de 30 novos por mês e, até o mês de setembro, o número de atendimentos supera 235 mil, entre eles 117.662 exames, 13.067 consultas ambulatoriais e 22.374 infusões de quimioterapia. O índice de satisfação é 95%. 

Habilitado pelo Ministério da Saúde como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), o Hospital tem atuação dedicada exclusivamente à oncologia pediátrica e é certificado como Acreditado Pleno – ONA 2, pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). 

O Oncológico Infantil também é signatário do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Pacto de Princípios de Empoderamento das Mulheres, iniciativa que o faz desenvolver o empoderamento das mulheres, inclusive as mães de pacientes, além de promover a igualdade de gêneros. 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of