Mulheres encontram oportunidade de crescimento profissional em hospitais geridos pela Pró-Saúde

Trabalhando há 16 anos no Hospital Yutaka Takeda (HYT), na Serra dos Carajás (PA), a supervisora do Serviço de Higienização e Limpeza (SHL), Gildete Batista, é uma das 529 mulheres que integram o quadro de colaboradores da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar nos hospitais privados gerenciados pela entidade no Pará. Além do HYT, a Pró-Saúde é responsável pela gestão do Hospital Cinco de Outubro, em Canaã dos Carajás, e do Hospital de Porto Trombetas, em Oriximiná. Ao todos são 716 colaboradores nestas unidades e 73% desse efetivo é de mulheres.

Gildete é uma delas, e identificando as oportunidades que a entidade proporciona para as colaboradoras, decidiu investir na continuidade dos estudos para alavancar seu crescimento profissional. “Era uma correria, trabalhava pela manhã, estudava à noite e ainda tinha o estágio”, lembrou a atual supervisora do SHL, que após três anos de atuação na unidade, foi promovida a secretária de Enfermagem. Em 2010, Gildete foi novamente promovida. Desta vez passou a supervisora do setor de Higienização e Limpeza, cargo que ocupa até hoje.

“Eu sou apaixonada pela área de hotelaria hospitalar e quero me aperfeiçoar mais a cada dia, já fiz vários cursos, leio livros relacionados a área e sempre procuro novidades na Internet, pois gosto de ser reconhecida profissionalmente”, contou Gildete. No Hospital Yutaka Takeda, as mulheres representam, hoje, 71% da força de trabalho.

Quem também viu oportunidades no ambiente de trabalho de um hospital gerido pela Pró-Saúde foi a assistente Administrativo, Milenilza Freitas, que atua no Hospital de Porto Trombetas, em Oriximiná. Ela começou a trabalhar na unidade cobrindo férias no Serviço de Higienização e Limpeza (SHL), e acabou se tornando colaboradora efetiva.

Milenilza ainda foi promovida ao cargo de auxiliar administrativo, e atualmente desempenha a função de assistente administrativo. “Eu só tenho a agradecer pelas oportunidades que me foram dadas nesses nove anos, e além disso recebi muito incentivo da minha família e amigos, para correr atrás dos meus objetivos. Com a minha renda, posso ajudar o meu marido e realizar os sonhos dos meus filhos”, disse emocionada. Ela faz parte das 89 mulheres que trabalham no hospital, o correspondente a 79% do quadro efetivo da unidade.

Distante dali, no Hospital Cinco de Outubro, em Canaã dos Carajás, a técnica de Enfermagem, Carla Santos, viu no trabalho a oportunidade de mudar de vida e criar seus filhos. Há seis anos na unidade, Carla disse que a instituição sempre lhe deu suporte, principalmente quando foi diagnosticada com câncer. “Sempre tive muito apoio profissional desde que entrei no hospital. Ano passado fui surpreendida por um câncer e, novamente, recebi todo apoio que precisei da instituição. Hoje, estou muito feliz, porque estou curada e passarei o dia das mulheres com a esperança renovada”, contou. Carla compõe o grupo de 200 mulheres que trabalham no HCO. Nesta unidade, as mulheres representam 74% do número de colaboradores.

Comemorações

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8/3, todas as unidades privadas gerenciadas pela Pró-Saúde no Pará promoverão ações, como café da manhã especial, aula de zumba, aula de automaquiagem, almoço musical, entre outros, que homenagearão colaboradoras e usuárias.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of