Laboratório de pesquisas do IEC ganha bolsa do CNPq

O projeto sobre microcefalia e Zika vírus do Laboratório de Biomedicina do Cérebro do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IEC), localizado no Rio de Janeiro (RJ), em conjunto com as universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Rio Grande do Sul (UFRS), foi um dos 69 selecionados para receber apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). No total, foram quase 370 propostas participantes.

De acordo com o coordenador de Pesquisas do IEC, Vivaldo Moura Neto, os projetos compreendem estudos em várias áreas ligadas ao vírus Zika e a incidência de microcefalia causada por ele, como diagnóstico, patologia e até tecnologias sociais para o combate à doença.

“Os projetos são avaliados por uma comissão de pesquisadores, que examinam os estudos e selecionam aqueles considerados melhores. Acredito que, com profissionais de alta experiência envolvidos e voltados para esta causa, teremos excelentes resultados em breve”, afirmou Vivaldo.

INNT do IEC considerado um dos melhores do País

O Instituto Nacional de Neurociência Translacional (INNT), do qual participam pesquisadores do IEC, que é um dos muitos Institutos de Ciência e Tecnologia do País, passou por avaliação periódica e teve a continuidade do seu trabalho aprovado, sendo avaliado como um dos melhores do Brasil.

Os INNTs são institutos de excelência em pesquisa em várias áreas, ligados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O IEC está inserido numa rede nacional envolvendo 10 universidades do País e outros institutos de pesquisa.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of