IEC promove evento de análise crítica de indicadores do primeiro trimestre

O Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IEC), no Rio de Janeiro (RJ), promoveu, na última semana, o 16º Evento de Análise Crítica Trimestral (janeiro, fevereiro e março). As reuniões foram feitas em dois dias, sendo no primeiro com o grupo administrativo e o segundo assistencial.

No evento, cada setor apresenta seu desempenho, não só dentro das metas contratuais, mas também outros indicadores importantes para a gestão.

No primeiro encontro, além dos números financeiros e contábeis, foram demonstrados indicadores de atendimento de engenharia e manutenção hospitalar, Tecnologia da Informação, Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), Núcleo de Educação Permanente (NEP) e de Ouvidoria, entre outros. Deste último, destaque para as metodologias que fazem parte da avaliação da taxa de satisfação do usuário do IEC.

O setor de Recursos Humanos mostrou os indicadores “turnover” (rotatividade de pessoal) após a implantação do SISQUAL – solução que permite controlar custos relativos à gestão de equipes, minimizar o risco de inconformidades e melhorar a produtividade. “Graças a ele podemos aperfeiçoar, por exemplo, o grau de absenteísmo, ou seja, comparar com eficiência e fidelidade o cumprimento das horas trabalhadas, o que nos permitiu avaliar a adaptação dos nossos colaboradores às regras da instituição”, explicou André Figueiredo, supervisor de RH.

No segundo encontro, foram apresentados números de setores assistenciais, entre eles da psicologia, assistência social, exames, enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, entre outros. A maioria apresentou dados positivos e metas alcançadas. Mas o entendimento geral é que sempre há muito a ser feito para melhorar a assistência ao paciente e seus familiares. “Esse é o objetivo destas reuniões. Entender as conquistas mas, sobretudo, avaliar pontos, nos diversos setores, para melhoria da gestão e do desempenho. Todo indicador precisa de uma análise crítica, seja positiva ou negativa. Eles são criados para gerenciar o alcance dos objetivos traçados, num processo de melhoria contínua”, avaliou o diretor Administrativo do IEC, Weslley Guimarães.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of