Humanização no atendimento hospitalar é destaque em capacitação no HRPT

Sensibilidade frente ao sofrimento e perceber o paciente de maneira integral são fundamentais para a realização de um tratamento humanizado. Essa temática foi abordada na Capacitação Humanização no Ambiente Hospitalar, realizada especificamente para enfermeiros e técnicos de Enfermagem do Hospital Regional Público da Transamazônica, gerido pela Pró-Saúde Associação de Assistência Social e Hospitalar, em Altamira (PA), nos dias 28 a 30/11.

Estes profissionais lidam diretamente com pacientes todos os dias e vivenciam, na prática, como o acolhimento, empatia e cuidado são importantes para quem necessita de tratamento ou passa por ele juntamente com familiares. “Decidimos tratar sobre essa temática justamente pela influência que exerce sobre o tratamento, não só no momento inicial do acolhimento, mas também durante todos os cuidados que prestamos”, explica a psicóloga Camila Belz Kruger, responsável por ministrar a capacitação.

Durante o acontecimento, composto de uma parte teórica e um momento vivencial, com dinâmica e troca de experiências, foi abordado como deve ser a postura do profissional no momento em que o paciente é recebido e como estabelecer uma comunicação adequada. “O paciente, antes de qualquer coisa, precisa se sentir acolhido e é através desse acolhimento que nós colaboradores vamos conseguir estabelecer confiança”, destaca Camila.

A humanização no ambiente hospitalar envolve atividades que buscam compreender todas as situações que influenciam o sucesso do tratamento. É atender às necessidades do paciente, colocar-se no lugar dele. Para isso, é preciso considerar não somente a doença, mas também, de que forma ela afeta o paciente, incluindo questões psicológicas e ambientais.

Para a enfermeira da Clínica Médica do HRPT, Amélia Gonçalves Correia, a capacitação foi uma excelente iniciativa. “Nos fez refletir sobre como realizamos nosso trabalho, o que precisamos melhorar. Temos que pensar não somente no tratamento e na recuperação desse usuário na parte física, mas também olhar de maneira holística, vendo o todo para que ele se recupere o mais rápido possível”, afirma. 

A Política Nacional de Humanização (PNH) existe desde 2003 para efetivar os princípios do SUS no cotidiano das práticas de atenção e gestão, qualificando a saúde pública no Brasil e incentivando trocas solidárias entre gestores, trabalhadores e usuários. No HRPT, as ações realizadas para promover a humanização no ambiente hospitalar incluem visita religiosa, musicoterapia, campanhas mensais de educação em saúde e palestras ambulatoriais realizadas pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH). 

Com acompanhamento psicológico, o Hospital também realiza visita monitorada de familiares menores de 12 anos aos pacientes de longa permanência hospitalar e visitas múltiplas de familiares aos pacientes terminais. Para as crianças, sessões de cinema são organizadas na Brinquedoteca da instituição, além de oficinas terapêuticas e terapia de grupo para as mães e acompanhantes. 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of