Hospital Yutaka Takeda realiza 2º Jornada de Humanização

Tendo como diretrizes institucionais a humanização no ambiente hospitalar e a valorização da dignidade do profissional de saúde e do paciente, o Hospital Yutaka Takeda, na Serra dos Carajás (PA), promoveu a ''2º Jornada de Humanização'' da unidade, nos dias 28 e 29/8.

O evento abordou o tema: “Promovendo um atendimento humanizado”, que tratou sobre os direitos e deveres do paciente, princípios de humanização, entre outros, além de contar com algumas dinâmicas na sua programação.

Segundo a assistente social Socorro Rezende, a iniciativa buscou mostrar que a humanização hospitalar não é uma técnica. “Na verdade, a Comissão de Humanização pontuou que a humanização é um processo contínuo que acontece quando existem mais de duas pessoas envolvidas, e esse processo vivencial se baseia em três pilares básicos: o pessoal, o interpessoal e o institucional”, disse Socorro.

A médica Maria Lúcia dos Santos, que conduziu o bate-papo sobre o conceito de humanização, destacou para as equipes princípios essenciais para um atendimento de qualidade e humanizado, como educação, solidariedade, respeito, compaixão e espirito de equipe, e enfatizou que o ser humano extrapola as barreiras institucionais. “A humanização é mais do que normas, regras e leis impostas, considero ela soberana em nossas atividades”, explicou Maria Lucia. Na oportunidade, ela ainda contou algumas experiências de seus atendimentos aos indígenas, já que a unidade atende os índios das tribos Kayapós e Xicrin.

Para técnica de Enfermagem Maria Cícera Lima, esse tipo de ação contribui para a melhoria contínua dos profissionais. “Eu achei muito importante essa programação, porque falou sobre educação, respeito e principalmente fazer o nosso trabalho com amor, sempre se colocando no lugar do outro”, relatou Maria.

“Gostei muito da dinâmica de ouvir o outro”, comentou assistente Administrativo Danielle Almeida, depois de ter participado da dinâmica “Sentindo na Pele”, onde sua colega de trabalho precisou contar uma história e ela tinha que ignorar completamente o que a outra pessoa dizia. “Essa atividade foi bem legal, porque mostrou a importância de darmos a devida atenção do que o outro precisa”.

Quem aprovou também a iniciativa foi a faturista Luciana Carvalho. “Eu acho muito relevante esse tipo de evento, até porque quando a gente atende o paciente bem, se coloca no lugar dele, muitas vezes ele já sai até mais aliviado e não custa nada, a palestra e a dinâmica mostraram bastante isso”, frisou Luciana.

Projetos

O Hospital Yutaka Takeda realiza diversas ações de humanizações, a exemplo do projeto “Amigo do Peito”, no qual usuárias são orientadas pela equipe multidisciplinar sobre as técnicas corretas de amamentação. Buscando reduzir o estresse provocado pelo período da internação, o “Momento Divertix” incentiva as crianças internadas a soltarem a criatividade, para isso, eles recebem um kit de pintura.

As crianças também são encorajadas a enfrentarem o medo de vacina. Para isso, o hospital concede o “Certificado de Coragem” aos pequenos pacientes que não choram quando são vacinados. Além dessas ações, há ainda o “Momento de Fé”, que acontece às quintas-feiras e envolve usuários e colaboradores. Eles são convidados a participarem de celebrações religiosas que são feitas na unidade.

Outro projeto que é bastante elogiado pelos usuários do hospital é o “Mural do Bebê”, no qual são realizados registros dos bebês que nascem no HYT e as fotos são expostas no mural. Há ainda o “Passatempo no HYT”, utilizado enquanto o usuário espera para realizar consulta ou exame. Durante esse tempo, ele faz uma atividade diferente, que pode ser caça-palavras, cruzadinhas ou jogos dos setes erros.

Hospital

Construído pela Vale há 31 anos, o Hospital Yutaka Takeda é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar e tem capacidade para atender casos de até média complexidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of