Hospital São Lucas realiza simulado de atendimento a múltiplas vítimas

O Hospital Estadual São Lucas, em Vitória, realizou nesta sexta-feira (18) um simulado do Plano de Atendimento de Múltiplas Vítimas. O treinamento foi feito no Pronto-Socorro.

A simulação começou às 10 horas, com personagens interpretando vítimas de acidente de trânsito provocado por uma colisão entre dois ônibus. Ao todo, cinquenta profissionais do Hospital São Lucas participaram, entre médicos, maqueiros, enfermeiros e figurantes que atuaram como vítimas e familiares.

Além da equipe do hospital, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Corpo de Bombeiros disponibilizaram profissionais para auxiliar os feridos durante a simulação.

A assistência às vítimas iniciou na área exclusiva de acesso às ambulâncias. No local, médicos e enfermeiros realizavam a triagem dos feridos, classificando como pacientes muitos graves (pulseira vermelha), graves (pulseira amarela) e estáveis (pulseira verde), seguindo o sistema de triagem, conforme o protocolo Manchester.

Após a triagem, os casos mais graves eram transferidos para as salas Vermelha e Amarela, sinalizadas com lonas nas mesmas cores. No local, os profissionais já estavam posicionados, aguardando os feridos para atendimento imediato.

Já os feridos com menos necessidade de atenção imediata – os acidentados que tinham pequenas lesões – ficavam na classificação verde, montada no pátio de acesso ao Pronto-Socorro. No treinamento, duas pessoas simularam óbitos, e foram remanejadas para um espaço sinalizado com uma lona preta.

Além da assistência às vítimas, equipes do hospital formadas pelo Serviço Social e pela Psicologia atendiam os familiares que buscavam informações sobre estado de saúde dos feridos. 

Segundo o diretor assistencial do hospital, Rosialdo Lobato, o simulado foi desenvolvido com o objetivo de reforçar, junto às equipes assistenciais e de apoio operacional, orientações sobre como atuar em situações que envolvam múltiplas vítimas, além de organizar o fluxo de atendimento.

“O hospital trabalha com a finalidade de prestar assistência segura e de qualidade para o paciente. Isso também é aplicado em situações em que várias pessoas são assistidas ao mesmo tempo, como em acidentes de grande proporção. O simulado agregou mais conhecimento para os profissionais e reforçou nosso compromisso com o protocolo de segurança”, afirmou Lobato.

Mantido pelo Governo do Estado do Espírito Santo, o Hospital Estadual São Lucas é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar por meio de um contrato de gestão com a Secretaria de Estado da Saúde.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of