Hospital São Lucas incentiva alimentação saudável entre seus colaboradores

Sobrepeso e histórico de diabéticos na família despertaram a atenção de Lania Barbosa, supervisora do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) do Hospital Estadual São Lucas, em Vitória, sobre a necessidade de mudar seu hábito alimentar.

Lania começou a trabalhar no hospital em fevereiro deste ano, um mês depois da implantação do Programa de Qualidade de Vida do colaborador, cujo objetivo é orientar os profissionais sobre a importância de manter uma vida saudável.

“Assim que soube do programa, busquei informações e logo solicitei a minha participação”, afirmou. No primeiro encontro, Lania assistiu a uma palestra sobre alimentação saudável, com orientações sobre consumo de produtos industrializados, a importância de observar os rótulos dos alimentos.

Em seguida, a supervisora foi atendida pela nutricionista do programa, que produziu um cardápio para suas refeições diárias. “Coisas simples como reduzir as porções de comidas e beber bastante água fazem total diferença. No meu caso, também incluí atividade física na rotina e, neste período de reeducação alimentar, já perdi quatro quilos e meio”, comentou.

Já o técnico de segurança do trabalho Michel Ferreira Sacavem está no programa desde a implantação. Ele contou que, desde o começo, passou a seguir corretamente as dicas e o resultado tem sido benéfico para sua rotina dentro e fora do trabalho. “Eu me sinto mais disposto durante o dia. Hoje penso mais no futuro, por isso, busco me alimentar corretamente”, afirmou Michel.

O programa de Qualidade de Vida do Hospital Estadual São Lucas começou em janeiro deste ano. Na primeira etapa, os colaboradores tiveram a oportunidade de aferir pressão, glicose, além de responder a um questionário eletrônico com perguntas sobre doenças na família, hábitos alimentares e atividades físicas.

Segundo a coordenadora de Recursos Humanos (RH), Thiara Ferreira, foi realizada uma busca ativa com objetivo de envolver todos os colaboradores do hospital. “Após a análise individual dos profissionais, foi traçado o perfil de saúde dos colaboradores da unidade e criado o grupo Acerte Seu Peso”, descreveu.

Thiara acrescentou que, a partir do mapeamento, o RH e o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) passaram a acompanhar os colaboradores em oficinas e palestras sobre alimentação.

“O primeiro ciclo do Programa Qualidade de Vida finaliza em outubro deste ano. Após o fechamento, será realizado pelo SESMT e pelo RH um levantamento com sugestões de temas saudáveis para o próximo ano”, observou. 

A diretora administrativa e financeira do hospital, Adriana Morais, afirmou que o programa faz parte das ações estratégicas desenvolvidas para a gestão de pessoas. “Investir na qualidade de vida dos profissionais é prioridade do hospital. Quando isso acontece, proporcionamos não só vida saudável, mas um ambiente organizacional cada vez melhor”, enfatizou.

 

Melhorias no refeitório

O refeitório do hospital também passou por mudanças no ambiente e nos cardápios. Com objetivo de incentivar os colaboradores a manter uma alimentação mais saudável, a equipe de nutricionistas do refeitório desenvolveu o Cardápio Levíssimo, com opções mais leves e saudáveis. Outra opção de cardápio é o Differe, com opções de massas e pratos típicos do Espírito Santo.

Por meio de uma agenda semanal, os colaboradores têm a opção de escolher seu prato com antecedência. A iniciativa dos cardápios teve ampla adesão dos colaboradores, que podem, ao final de cada refeição, avaliar o prato do dia por meio de um sistema eletrônico.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of