Hospital Regional de Marabá recebe primeiros estagiários de Medicina

No primeiro dia de estágio no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), o estudante Jorge Augusto Macedo, de 21 anos, não escondeu a expectativa do novo desafio. Embora conheça a estrutura hospitalar desde 2015, quando começou a participar das visitas técnicas na unidade, o programa possibilitará novos conhecimentos ao universitário que, junto com outros estudantes do nono semestre de Medicina da Universidade do Estado do Pará (Uepa), participará do atendimento a pacientes nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia Geral e Pediatria.

''Minhas expectativas são as melhores. Aqui, vamos massificar o conhecimento que recebemos em sala de aula e por meio dos livros. Vamos ter um contato maior com o paciente, com a gestão do hospital, e ter uma imersão maior na rotina do atendimento em saúde'', contou o estudante.

Os primeiros nove participantes do programa foram recebidos neste mês, no Hospital Regional de Marabá. No primeiro dia, eles passaram pela integração acadêmica, momento em que foram orientados sobre as normas e rotinas do hospital. Até dezembro, 19 estudantes participarão do estágio obrigatório na unidade. Eles serão supervisionados por médicos no atendimento ambulatorial, avaliação de exames e estudos de casos, dentre outras atividades.

Convênio

O programa é resultado de um convênio entre o hospital e a Uepa, assinado em outubro de 2016. Segundo o diretor-geral da unidade, Valdemir Girato, a iniciativa representa um ganho significativo para a região. ''Nesta semana demos as boas-vindas a estudantes de Medicina, mas, futuramente, alunos de outros cursos da área da Saúde participarão do programa. Aliado à criação de um Centro de Ensino e Pesquisa, já previsto na obra de ampliação da unidade, este é um passo importante para tornar a instituição um hospital-escola, algo que beneficia a população e os profissionais da região'', argumentou o gestor.

Para o coordenador-adjunto do curso de Medicina da Uepa, David Tozetto, a parceria é importante para que, já perto de concluírem a primeira etapa do curso, os alunos definam a especialidade que vão atuar. ''O estudante decide por uma área se vivenciar a especialidade na prática, porque verá do que gosta mais. Além disso, o aluno aprende a Medicina no campo prático. E o Hospital Regional é um excelente campo de trabalho para isso'', afirmou o cardiologista.

Visitas técnicas

Paralelo ao estágio, estudantes do oitavo semestre de Medicina, que participarão do programa somente em 2018, terão contato com a rotina da unidade a partir das visitas técnicas. Esses encontros são organizados pelo hospital desde 2015 e acontecem todos os meses.

A atividade contribui para a formação dos acadêmicos, que têm a oportunidade de conhecer a estrutura hospitalar e de discutir com especialistas casos reais de pacientes atendidos na unidade.

O diretor Técnico do HRSP, Cassiano Barbosa, explica a diferença entre as duas atividades. ''Na visita técnica, os estudantes apenas vêm para conhecer. Não podem lidar com o paciente. Com o estágio, eles terão um contato mais próximo com o usuário, sempre acompanhados por um médico-professor. Vão ajudar a prescrever, evoluir prontuário e a atender. O estágio é a base do conhecimento prático'', disse o urologista.

Para o estudante João Paulo Ferraz, de 25 anos, que participou das visitas técnicas e, agora, fará o estágio no HRSP, as duas etapas são importantes para a sua formação. ''As visitas nos deram maior segurança para, hoje, iniciarmos o estágio'', afirmou ele. 

Público e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Regional de Marabá é referência em média e alta complexidades para 22 municípios. Em 2016, a unidade realizou mais de 318,7 mil atendimentos, entre internações, cirurgias, exames, consultas ambulatoriais e sessões de reabilitação.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of