Hospital Regional de Altamira troca copos descartáveis por canecas sustentáveis

A aprendiz administrativa, Victória Chaulet, lancha todos os dias da semana no refeitório do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, no sudoeste do Pará. De uns dois meses para cá, ele e os outros colaboradores perceberam uma mudança: saíram os copos descartáveis e entraram as canecas sustentáveis, feitas a partir do reaproveitamento da fibra de coco. A substituição agradou a quem utiliza as canecas diariamente. “As canecas deram uma valorizada no ambiente, sem falar da parte de sustentabilidade. A caneca é bonita, bem cuidada e bem lavada. Eu gosto bastante e aprovei a mudança. Dá até vontade de ter uma para mim”, afirma Victória.

O HRPT adquiriu 250 canecas de 250 ml. Em abril, elas começaram a ser utilizadas no refeitório, durante os lanches dos colaboradores, pela manhã e à tarde. Esta substituição causou um impacto imediato: a redução no consumo dos descartáveis. Em relação aos meses anteriores, houve uma diminuição de 14 mil copos – sete mil em abril e mais sete mil em maio.

Mais do que a redução financeira, a introdução das canecas sustentáveis é uma ação em prol do meio ambiente. O copo descartável demora entre 200 e 450 anos para se decompor na natureza.  “É uma preocupação dos gestores do hospital esta redução do consumo. Diminuindo o número de copos descartados diariamente, beneficiamos o meio ambiente, além de conscientizarmos os colaboradores, através das canecas”, explica a supervisora de sustentabilidade da unidade, Geiza de Almeida.

Inicialmente, a utilização das canecas ocorre apenas no lanche dos colaboradores, mas o objetivo é que posteriormente o material seja aproveitado também nas refeições dos acompanhantes e em outros setores da unidade. Para isso, um fluxo de limpeza foi montado pelo Serviço de Nutrição e Dietética. A equipe do setor faz a lavagem das canecas para atender à demanda. “A caneca é feita da fibra de coco e é resistente a temperaturas elevadas. Por isso, a desinfecção dela consiste em uma pré-lavagem com detergente e depois ela vai para a máquina de lavar-louça, onde é submetida a uma temperatura alta, para concluir a lavagem”, destaca a coordenadora do SND, Luiza Né Pedrosa.

A sustentabilidade é um dos valores da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, entidade que gerencia o Hospital Regional de Altamira desde a sua inauguração, em 2006, por meio de contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). As práticas ambientais são comuns nas unidades gerenciadas pela Pró-Saúde, tanto que as canecas sustentáveis também são uma realidade no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém.

Projeto Dê Asas

A utilização das canecas sustentáveis no Hospital Regional da Transamazônica foi sugerida através do Projeto “Dê Asas”, que incentiva os colaboradores a pensarem em melhorias para a unidade. O gerente de logística, Filipe Okada, e o bioquímico da Agência Transfusional, Rodrigo Coppi, viram a possibilidade de diminuir o consumo dos copos descartáveis e contribuir com o meio ambiente. Eles deram a sugestão das canecas ainda em 2017, quando o projeto foi aprovado e saiu do papel. “Nós tivemos a ideia de tirar os copos, que são muito nocivos ao meio ambiente. Ao fazer o projeto, nosso objetivo foi mudar o pensamento das pessoas e conscientizar. Se poluímos o meio ambiente, também trazemos consequências graves para nós mesmos”, ressalta o bioquímico, Rodrigo Coppi.

Filipe Okada destaca que os primeiros resultados da implantação das canecas são muito positivos e que a expectativa é que o projeto se amplie cada vez mais dentro da unidade. “Identificamos um alto consumo de copos descartáveis, tanto para água quanto para o café, e vimos que o tempo de utilização deles era bem curto. Daí surgiu a ideia de estimularmos o consumo sustentável dentro do hospital, buscando alternativas para reduzir o impacto ambiental. Na primeira etapa do projeto optamos por iniciá-lo no SND, que é o setor com o maior consumo e que contém a estrutura adequada para a lavagem. Tivemos o resultado positivo e a próxima etapa será implantar o uso das canecas nas áreas administrativas. Acreditamos que cada atitude pensada sustentavelmente pode gerar grandes mudanças positivas e trazer benefícios para o meio ambiente, para a economia e a sociedade”.

Hospital Amigo do Meio Ambiente

Em 2017, o Hospital Regional Público da Transamazônica recebeu o segundo prêmio “Amigo do Meio Ambiente”, da Secretaria de Estado de Saúde paulista, por um compilado de ações em prol da sustentabilidade. Em 2015, a unidade ganhou a mesma certificação. Além desta premiação, o HRPT tem outros reconhecimentos na área sustentável, tais como o “Selo Verde” e a certificação de “Hospital Livre de Mercúrio”.  

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of