Hospital Galileu vai expor 19 trabalhos em congresso internacional

Novíssimas práticas que humanizam o atendimento, ampliam o engajamento de colaboradores e fortalecem a assistência a pacientes e familiares, para além das rotinas de hospitais, são as atrações da edição deste ano do Congresso Internacional de Qualidade em serviços e Sistemas de Saúde, QualiHosp 2017, que começa hoje, 20/3, em São Paulo (SP). O evento será realizado até dia 23, com o tema “Inovação para Qualidade e Sustentabilidade na Saúde”.

O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), de Belém (PA), vai expor parte das suas atividades e experiências nesse sentido: ao todo, apresentará 19 trabalhos científicos e projetos no congresso. Entre os trabalhos selecionados está o projeto “Visita Virtual Hospitalar”, implantado no Hospital Galileu em 2015. Por meio dele, familiares e amigos de pacientes que não podem realizar visitas presenciais podem se comunicar por vídeo e telefonia, utilizando notebooks e celulares. A ação completou um ano em dezembro passado.

Outra experiência do hospital levada ao congresso é projeto “Âncora”, que oferece atendimento multiprofissional humanizado a pacientes que necessitam de cuidados especiais após a alta hospitalar. A iniciativa oferece orientações aos familiares e acompanhantes, para que a manutenção da assistência adequada seja garantida fora do hospital.

Gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, por meio de contrato de gestão firmado com a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), o Hospital Galileu, estabelecido em 2014, é uma unidade de retaguarda no atendimento em traumato-ortopedia em Belém – e um dos seus princípios organizacionais é a humanização no tratamento.

Por isso mesmo, seis dos 19 trabalhos apresentados no Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde, em São Paulo, destacarão as práticas de humanização desenvolvidas no hospital ao longo desses anos. Outros exemplos vêm de projetos como o “Cinema nas Enfermarias”, o “Cine Galileu” e o “Visita Amiga”, além de atividades desenvolvidas junto à comunidade do entorno, como palestras educativas e ações de promoção de saúde. 

Projetos desenvolvidos junto aos colaboradores do hospital também terão destaque no congresso. Um deles é a Pesquisa de Clima Organizacional, ferramenta estratégica de gestão utilizada pelo setor de recursos humanos para o desenvolvimento dos que atuam no hospital. Entre suas ações, estão treinamentos comportamentais, programas de recrutamento interno e o programa de qualidade de vida do colaborador, entre outros. Outro projeto, o “Cuidando de Quem Cuida”, desenvolvido pela equipe de Psicologia do hospital, é voltado à atenção continuada da saúde mental do colaborador que lida diariamente com o sofrimento do paciente.

Na área assistencial, nove trabalhos foram selecionados para o congresso em São Paulo. Entre eles estão: “Visita perioperatória de Enfermagem em um hospital público”; “Atuação da equipe de Enfermagem na Comissão de Tratamento e Prevenção de Feridas”; “Detecção de micro-organismos multirresistentes em culturas de vigilância”; “Visita multiprofissional versus plano terapêutico”; e “Relação entre a taxa de utilização de cateter venoso central e a incidência de infecção primária de correntes sanguíneas”, entre outros.

Sustentabilidade – Em 2016, o Hospital Galileu deu o pontapé inicial para se tornar um hospital sustentável. Durante o congresso, dois trabalhos com esse gancho da sustentabilidade serão apresentados, um com ênfase no primeiro inventário de emissão de gases de efeito estufa, e outro contanto um pouco sobre a blitz de resíduos realizada na unidade.

Organizador do I Seminário dos Hospitais Saudáveis, realizado entre 14 e 15 de março, em Belém, o Hospital Galileu aderiu ao compromisso com a sustentabilidade em seu projeto de gestão em janeiro do ano passado. Em maio de 2016 passou a ser membro da rede dos Hospitais Verdes e Saudáveis. Depois, aderiu ao desafio 2020, que prevê reduzir 20% das emissões de gases que agravam o efeito estufa até o ano de 2020. Primeiro hospital público da Região Norte a aderir ao Pacto Global da ONU, o Galileu também já seu início à elaboração do seu relatório de sustentabilidade junto à Global Reporting Initiative (GRI).

Núcleo oficial de colaboração do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), a GRI qualifica a elaboração de relatórios de sustentabilidade de empresas em nível equivalente ao dos relatórios financeiros.

O Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde (QualiHosp) é realizado todos os anos, desde 2013. Seu objetivo é apresentar novas práticas e novos conhecimentos em gestão de serviços e sistemas de saúde, com ênfase na gestão da qualidade, inovação e sustentabilidade. O encontro também promove intercâmbios de experiências entre participantes, fortalecendo a gestão dos serviços e sistemas de saúde públicos e privados, com foco no incentivo à melhoria da qualidade e da sua avaliação.

Este é o primeiro ano que o Hospital Galileu participa do QualiHosp. Ainda assim, o hospital se apresenta no congresso com uma considerável representatividade. Segundo o diretor-geral da unidade, Saulo Mengarda, a participação no evento representa o esforço e a dedicação de uma equipe que trabalha engajada e comprometida com a qualidade no atendimento.

“A quantidade de trabalhos selecionados para a exposição no congresso demonstra parte do que desenvolvemos na unidade, o que nos orgulha bastante. Vamos poder compartilhar nossas experiências, e também conhecer novas ideias. Assim aperfeiçoamos cada vez mais o serviço ofertado no Galileu”, destaca.