Hospital Galileu realiza mais de 130 mil atendimentos e recebe 96% de aprovação dos usuários

Ao quebrar o braço em julho de 2017, o profissional autônomo, José de Ribamar Silva Albuquerque, de 53 anos, morador do município de Castanhal (PA), foi atendido no Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA). José ficou internado na unidade por cerca de uma semana para passar por cirurgia. “É um hospital muito bom, muito bem equipado, com excelentes médicos e enfermeiros, mas depois dessa, espero voltar aqui só para visitar mesmo. Vou ter o máximo cuidado para não quebrar o braço de novo”, afirmou sorrindo, ele que faz parte dos mais de mais de 131 mil atendimentos que a unidade fez em 2017, sendo avaliada positivamente por 96% dos usuários.

Os atendimentos realizados pelo Hospital Galileu englobam: 6.724 consultas especializadas, 3.133 cirurgias, 4.191 internações, 65.336 exames, e 52.212 atendimentos da equipe multiprofissional – que inclui 5.991 atendimentos da equipe de serviço social, 5.172 psicologia, 3.874 terapia ocupacional, 1.372 fonoaudiologia e 35.803 fisioterapia.

Para o diretor-geral da unidade, Saulo Mengarda, o melhor resultado é ver a satisfação dos pacientes, comprovada pelo índice de satisfação dos usuários de 96% ao longo do ano. “Isso é resultado do trabalho que a gestão da Pró-Saúde vem desenvolvendo no hospital, que é voltado para garantir a qualidade e a segurança do paciente em todas as etapas do tratamento, bem como, do investimento do Governo do Pará para uma saúde de excelência”, afirmou.

Diferencial

Com 104 leitos, sendo seis da Unidade de Terapia intensiva (UTI), a unidade atende exclusivamente pacientes referenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é gerida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

É o único hospital do estado do Pará a possuir um programa de Cirurgia de Traqueia, um dos poucos da região norte e nordeste. Em 2017, recebeu o cirurgião torácico e diretor do Centro de Transplantes da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, José de Jesus Peixoto Camargo, para realizar uma cirurgia de estenose de traqueia juntamente com os médicos do programa.

Na ocasião, o médico elogiou o programa de Cirurgia de Traqueia da unidade. “Estou muito contente de estar aqui, gosto muito desse grupo, são pessoas muito boas do ponto de vista de qualificação, e muito interessadas em resolver problemas, o que é uma coisa que é exigência básica de quem trabalha em um País subdesenvolvido, temos que ter o espírito da solução dos problemas”, declarou.

Tem até paciente que mesmo pagando plano de saúde particular, fez questão de utilizar o sistema público de saúde, por meio do Hospital Galileu. “Eu tenho plano de saúde, mas lá não recebo o mesmo tratamento que recebo aqui. Aqui eles se preocupam com a minha melhora, com a minha qualidade de vida”, afirmou Carlos Maurício Pinheiro, de 37 anos, morador do município de Parauapebas (PA), que deu entrada no HPEG em outubro de 2017.

“Eu escorreguei no banheiro e quebrei a perna esquerda. Já tinha feito várias cirurgias nessa perna por causa de um acidente de moto e com a queda, ela quebrou novamente”, explicou. Carlos teve que passar o Natal e a virada de ano na unidade, e conta que não é a primeira vez que isso acontece. “Já tive que passar outros natais e anos em hospital, mas não existe nenhum hospital que te dê o suporte que o Hospital Galileu dá, os melhores médicos estão aqui, os melhores profissionais. São todos muito atenciosos”, elogiou.

Reconhecimento

Por atender aos critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo aspectos estruturais e assistenciais, o Hospital Galileu é acreditado, desde 2016, como ONA 1. No ano de 2017, ele manteve esta certificação e conquistou, ainda, outras, como a certificação Diamante em Fixação Segura de Cateteres do programa Soluções Integradas para Saúde – 3M, o selo prata do Programa Brasileiro GHG Protocol, pela publicação do inventário completo de emissão de gases do efeito estufa, e o selo ‘materiality disclosures’.

O reconhecimento, pela melhoria contínua de processos, veio em forma de prêmios, a unidade recebeu, em 2017, os prêmios ‘Amigo do Meio Ambiente’, ‘Líderes da Saúde Norte e Nordeste’ e ‘Prazer em Trabalhar’.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of