Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza simulado de combate à incêndio

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, gerenciado pela Pró-Saúde, realizou na última sexta-feira (31), o terceiro simulado de três cenários de emergência: acidente com lesão corporal e mal súbito, incêndio predial e desmoronamento predial. O simulado faz parte do Plano de Atendimento de Emergência e Abandono, e pela primeira vez envolveu todos os setores do hospital.

A simulação começou às 9h20, com um curto-circuito no posto de Enfermagem localizado no primeiro andar do hospital. Durante a simulação, o sinistro evoluiu para um incêndio de grande proporção, afetando a estrutura da edificação, sendo necessária a evacuação geral do local.

Para tornar as cenas mais próximas da realidade, colaboradores atuaram como pacientes e eram transferidos das Unidades de Internação (enfermarias) e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para locais mais seguros. O cenário contou com uma máquina que produzia fumaça artificial e sinalizador que simulou o fogo.

Como parte do treinamento, os colaboradores foram deslocados para os 19 pontos de concentração. Logo em seguida, os profissionais foram direcionados pelos 30 brigadistas atuantes no simulado para os três pontos de encontros. “Esses são locais onde são recebidas as orientações dos brigadistas, para abandono de área”, explicou Silas Vieira Hand, coordenador da Brigada de Incêndio e técnico de Segurança do Trabalho do hospital.

Segundo Silas, nesta edição do simulado, a proposta de envolver todos os setores foi para mapear o nível de dificuldade, em situações que podem envolver um grande número de pacientes, acompanhantes e profissionais.

No Hospital Estadual São Lucas, 83 profissionais fazem parte da turma de brigadistas. No simulado, a equipe contou com a supervisão e colaboração de dois profissionais do Corpo de Bombeiros.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of