Hospital Bom Pastor apresenta projeto desenvolvido com gestantes

Na última semana do mês de março, o Hospital Bom Pastor, em Guajará-Mirim (RO), recebeu a visita de técnicos da Rede Cegonha do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde de Rondônia.

Durante quatro dias, toda a infraestrutura do hospital foi inspecionada, como equipamentos e a área de Recursos Humanos. A Rede Cegonha é um projeto que tem o objetivo de

garantir que todas as mulheres tenham uma atenção humanizada durante a gravidez, no momento do parto, e após o nascimento do bebê.

O Hospital Bom Pastor conta com o Centro de Parto Normal, implantado há um ano, que possibilitou a diminuição do número de cesáreas, de 70 para 25% dos partos realizados na unidade.

Durante a visita, os técnicos puderam conhecer o Acolhimento e Classificação de Risco em Obstetrícia/A&CR, mais uma iniciativa do Hospital Bom Pastor, a partir da Rede Cegonha, para apoiar as ações de assistência no Centro de Parto Normal. Trata-se de um instrumento destinado a favorecer a organização da porta de entrada do serviço de urgência obstétrica, garantindo acesso com qualidade às mulheres durante a gravidez. Além de impactar positivamente nos indicadores de morbidade e mortalidade materna e perinatal (o falecimento de um recém-nascido que ocorre entre o sétimo e vigésimo sétimo dia após o nascimento).

O projeto foi elaborado a partir das experiências da maternidade que vêm implementando o A&CR, e contou com a colaboração de gestores e profissionais da unidade.

As gestantes atendidas no Hospital Bom Pastor são recebidas na unidade com material informativo, como folders e banners, que explicam sobre a importância da classificação de risco e sua finalidade. Outra ação importante é a exibição de vídeos informativos nas salas de espera da unidade, com informações sobre o atendimento na Maternidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of