Hospitais gerenciados pela Pró-Saúde recebem treinamento sobre humanização

Oferecer um tratamento de qualidade, seguro e preocupado em atender todas as necessidades dos pacientes é o objetivo dos hospitais gerenciados pela Pró-Saúde Associação de Assistência Social e Hospitalar. E para garantir que isso aconteça, a Filantropia da entidade realiza treinamentos periódicos com os Grupos de Trabalho de Humanização (GTH) das Unidades de Saúde sobre a Política Nacional de Humanização (PNH).

A PNH, lançada em 2003, existe para efetivar os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) no cotidiano dos serviços de saúde, produzindo mudanças nos modos de gerir e cuidar. Os princípios norteadores são: transversalidade; indissociabilidade entre atenção e gestão; e protagonismo, corresponsabilidade e autonomia dos sujeitos e coletivos.

“A Pró-Saúde tem uma preocupação e um papel importante na reflexão quanto ao atendimento humanizado. Entendemos que disseminar a Política Nacional de Humanização é importante, mas entendemos que precisamos ir além desta abordagem, tocando o coração e a alma de todos os envolvidos”, afirma a coordenadora de Filantropia da Pró-Saúde, Valdirene Carrera.

É impossível pensar em assistência de qualidade se não houver humanização. “Dialogar com o paciente é uma premissa básica para um atendimento eficiente. É interessante para o paciente saber que alguém está dando atenção a ele num momento difícil. Muitas vezes, só de ser ouvida a pessoa já se sente mais aliviada e o tratamento flui de forma muito mais tranquila e estabelece uma relação de vínculo e confiança”, explica Valdirene.

O Grupo de Trabalho de Humanização do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), participou de uma videoconferência, na última semana, para aprimorar e garantir a execução na PNH na Unidade.  “Nossa missão é proporcionar a melhor experiência aos nossos usuários. Por mais que eles estejam aqui passando por momentos complicados em suas vidas, nosso trabalho é fazer com que eles se sintam acolhidos e respeitados, e confiem em nós para ajudá-los neste momento de ansiedade e insegurança”, diz a integrante do GTH, Deusilene Mendes.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of