‘Homem-aranha’ emociona no Hospital Oncológico Infantil

'Acredite é hora de vencer. Essa força vem dentro de você. Você pode até tocar no céu e crer. Acredite que nenhum de nós já nasceu com um jeito pra super-herói'. M.S.C, tem 8 anos, e pode, aparentemente, não se parecer a um super-herói, mas  é! Seu poder: tocar os corações. A música gospel 'Conquistando o Impossível' cantada por ele nesta sexta-feira 25/11, vestido de 'Homem-Aranha', na brinquedoteca do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém (PA), fez um plateia não se importar com as próprias lágrimas.

No dia do projeto “Sou Super-Herói”,  o pequeno M. mostrou a sua perseverança na adversidade. “Eu sei que tenho que tá todos os dias aqui pra gente ter a nossa cura”, declarou o 'Homem-Aranha' do Oncológico. Ele e outros pequenos internados aproveitaram esta sexta-feira. Afinal, foi o dia em que os colaboradores e voluntários da unidade se vestiram de personagens do mundo da fantasia e tornaram cada segundo uma festa para usuários e acompanhantes. A maioria dos pacientes da unidade está há mais de três meses, em tratamento, no hospital. 'Saímos da rotina. Tiramos o jaleco e fortalecemos ainda mais o vínculo com nosso paciente. É cientificamente comprovado que essa alegria do paciente acaba favorecendo a melhora do quadro. E isso é gratificante. É uma razão para o nosso trabalho', disse Douglas Guimarães, odontólogo no hospital que por algumas horas foi o 'Super Mario Bros'.

A última versão do evento foi para os pacientes em atendimento ambulatorial, a desta sexta-feira foi dedicada as crianças hospitalizadas. 'A gente busca fazer esse revezamento para todos se sentirem incluídos. Hoje foi muito emocionante com a participação do nosso usuário que cantou e falou palavras incríveis sobre a luta que ele vive todo dia. Todos que se envolvem nessa ação se emocionam, a gente percebe que todos ficam felizes e os nosso pequenos se distraem, saem um pouco desse ciclo de só pensar na doença e mostram, também o quanto eles são talentosos”, lembrou a coordenadora de Humanização, Paula Viana.

Horas depois o herói seguiu para iniciar nesse 25/11 mais um ciclo de quimioterapia, dentro da batalha que há quase um ano trava contra um tumor maligno. Enquanto se arrumava, demonstrava o sorriso e, como na letra de sua canção preferida, deu o exemplo de que “a força vem de dentro”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of