HEGV promove palestra sobre Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial (26/04), colaboradores do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), no Rio de Janeiro, participaram de uma palestra no auditório da unidade, com distribuição de material informativo. O evento foi organizado pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre a pressão alta. 

A coordenadora médica adjunta do serviço de Clínica Médica, Bruna Scalco, falou sobre as causas, prevenção e complicações da hipertensão arterial. Segundo ela, na maioria dos casos a doença é assintomática e justamente por isso é fundamental o acompanhamento médico. “A hipertensão arterial costuma ser silenciosa e não podemos esperar os sintomas para depois iniciarmos o tratamento. O ideal é aferir a pressão regularmente, pelo menos uma vez por ano. Quem já sofre da doença precisa examinar com maior frequência, de acordo com orientação médica”, ressaltou.

Bruna Scalco também destacou a importância de uma alimentação saudável, evitando alimentos industrializados com muito sódio. “O sal é um grande vilão da nossa saúde. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a ingestão diária de, no máximo, cinco gramas de sal, o que equivale a dois gramas de sódio. No entanto, o brasileiro consome uma média de 10 a 15 gramas de sal por dia”, alertou. Outro ponto abordado pela médica foi a prática de atividades físicas. “Uma simples caminhada de 20 minutos, três vezes por semana, já ajuda a reduzir os níveis de pressão arterial”, concluiu

Para a auxiliar administrativa do Laboratório, Maria de Fátima Manso, de 64 anos, que em dezembro do ano passado passou por um procedimento cirúrgico no coração, palestras como esta podem acender o sinal de alerta. “Eu sou hipertensa, verifico sempre minha pressão, mas tem muita gente que nem sabe que tem pressão alta”, afirmou.

Dados da pesquisa Vigitel Brasil, do Ministério da Saúde, apontam que no Brasil, de 20 a 30% da população adulta apresentam níveis de pressão arterial altos, acima de 120 x 80 mm Hg. Ainda segundo o levantamento, o Rio de Janeiro é a capital com maior percentual de hipertensos (31,7%).

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of