Grupo Vocal Cantareiros leva amor em forma de música aos pacientes do IEC

A manhã de sexta-feira foi de pura emoção para os pacientes e colaboradores do Instituto Estadual do Cérebro (IEC) Paulo Niemeyer, no Rio de Janeiro, por causa da visita do coral Cantareiros. O evento, organizado pelo Núcleo de Educação Permanente, começou pela sala de espera do ambulatório e passou por todos os setores assistenciais, como Epilepsia, entrada do Centro Cirúrgico e os três andares de CTI. Teve até apresentação especial na Sala de Espera do Núcleo Interno de Regulação (NIR), onde há um piano de cauda, que foi tocado pelo ator, músico, arranjador e cantor, Jules Vandystadt.  

Dezenas de ouvidos atentos e emocionados acompanharam o variado repertório que foi do popular a valsa 'Edelweiss', composta por Richard Rodgers para o filme 'A Noviça Rebelde'. Nenhuma das músicas deixou de arrancar um sorriso ou derramar uma lágrima de alegria, seja de pacientes, acompanhantes, equipe de enfermagem e médica ou de quem passava pelo corredores. “Não estava preparada para tanta emoção. Chorei e tudo. Que trabalho lindo!”, declarou a técnica de enfermagem da UTI, Graziela Mesquita.

Que a música conforta, todos sabem, mas ela também transforma. Prova disso foi a melhora terapêutica imediata observada pela psicóloga Rosane Vasco em um paciente internado na unidade para a realização de vários procedimentos. “Nas nossas abordagens, ele sempre se comportou de maneira contida. Muitas vezes se recusava a falar e tinha reações negativas a qualquer contato da equipe multiprofissional. Com a passagem do grupo Cantareiros ele conseguiu liberar a emoção e aceitar ajuda da equipe”, contou a psicóloga.

“Essa é a nossa essência. Transformar a dor em amor, alegria e paz”, disse a coordenadora do grupo, Gleda Lalor. A visita ao IEC teve a participação de 20 atores e cantores voluntários do Cantareiros, que tem mais de 170 pessoas se revezando para visitar hospitais e lar de idosos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of