Fiscalização do governo avalia gestão do HURSO como muito boa

A Pró-Saúde recebeu nota dez no sistema que avalia o cumprimento do contrato de gestão firmado com o Governo do Estado de Goiás, relativo a administração do Hospital de Urgências da Região Sudoeste (HURSO).

O relatório semestral encaminhado pela entidade foi avaliado por órgãos de fiscalização do próprio governo goiano, por meio da Sistemática de Avaliação de Desempenho Institucional.

Trata-se de uma análise rigorosa que leva em conta o cumprimento das obrigações quantitativas e qualitativas realizadas pelo hospital. Essa análise envolve visitas presenciais à unidade, a fim de checar o conteúdo que está descrito no relatório de prestação de contas.

Segundo a avaliação feita pelo governo, a nota dez alcançada pela gestão da Pró-Saúde corresponde ao conceito muito bom. A Comissão de Monitoramento e Avaliação dos Contratos de Gestão, que assina o relatório, escreveu que a entidade cumpriu com as obrigações assumidas no contrato de gestão 120/2010 para o gerenciamento, operacionalização e realização das ações e serviços de saúde promovidas no HURSO.

Segundo o diretor geral do hospital, Anthony Carrera, o resultado da avaliação reforça o compromisso da Pró-Saúde e seus colaboradores com a qualidade dos serviços prestados para a população atendida no HURSO.

“A gestão de saúde impõem desafios permanentes, e um deles é extrair o máximo de eficiência dos recursos financeiros através da correta prestação dos serviços”, afirmou. “É preciso conseguir atender os pacientes mais e melhor, sem trazer implicações no custo final”, acrescentou.

O diretor Operacional Enylo Faria também destacou a importância da avaliação. “Todo o rigor na fiscalização dos contratos é vital e mostra que esse modelo de gestão tem representado uma alternativa cada vez mais viável para melhorar os serviços de saúde no país”, observou. “No caso do HURSO, é importante destacar o esforço da equipe em cumprir com as exigências contratuais, tendo sempre como foco a qualidade e humanização do atendimento da população”, acrescentou.