Equipe multidisciplinar acompanha de perto evolução de pacientes internados no Hospital Estadual de Urgência e Emergência

Os pacientes da ortopedia atendidos pela visita da equipe multidisciplinar no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória (ES), têm à disposição 11 profissionais que, semanalmente, avaliam o paciente à beira leito e verificam o resultado das decisões médicas adotadas durante o tratamento.

Na visita aos leitos de internação são feitas análises que detalham a evolução da situação clínica dos pacientes assistidos pela especialidade da Ortopedia. O objetivo é ajudar na evolução do paciente, onde cada profissional tem a oportunidade de pontuar suas observações durante o tratamento e propor condutas.

“É um momento de interação entre equipes, onde temos a oportunidade de planejar a assistência e a alta do paciente, discutindo novas condutas e abordagens que proporciona a melhora do seu estado clínico”, explicou Ana Rita Valério de Oliveira, coordenadora de Enfermagem.

Participam das visitas ortopedista, infectologista, enfermeiros, psicólogo, nutricionista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social, farmacêutico e enfermeiro do Serviço de Controle e Infecção Hospitalar (SCIH).

Atenção especial

Um dos pacientes atendidos pelos profissionais é o motorista Mohamed Daher Seifeddine, que sofreu um grave acidente quando voltava do Espírito Santo para sua residência, localizada no Rio de Janeiro, e passou por alguns procedimentos desde a sua chegada na unidade, há 41 dias.

“É um momento que eu aguardo, pois, me sinto mais seguro com todos os profissionais dando uma atenção especial só para mim. Posso tirar várias dúvidas porque estão aqui todos ao mesmo tempo”, contou.

Durante a visita, esses profissionais avaliam, por exemplo, se o uso de antibióticos precisa ser substituído ou suspenso, se as feridas estão cicatrizando como o esperado e se a dieta está adequada.

Além de propor atividades físicas, com o auxílio da Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia, durante as visitas também são observados a fragilidade social que possa envolver o paciente e seus familiares. “A assistência se torna mais humanizada, além de ser uma oportunidade de assistir o paciente de maneira individualizada. Durante a visita, o profissional expõe suas observações e, quando há dúvidas, o paciente busca saná-las com vários profissionais ao mesmo tempo”, acrescentou Ana Rita.