Diretor Médico da Pró-Saúde fala sobre cuidado centrado no paciente em congresso no Pará

O Diretor Médico Corporativo da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, Fernando Paragó, esteve em Belém (PA), nesta sexta-feira (28/9), para ministrar uma palestra com o tema “Cuidado Centrado no Paciente”, durante o II Congresso da Fundação Santa Casa do Pará. Evento que reúne, no Centro de Convenções da Amazônia – Hangar, profissionais e estudantes da área da saúde para discutir sobre a importância da excelência no cuidar.

Em sua palestra, Paragó tratou sobre os desafios para que uma instituição alcance o cuidado centrado no paciente e sobre os benefícios desse atendimento para o bem-estar do usuário. Segundo ele, os estudos são unânimes em apontar que quando existe um atendimento centrado no paciente ocorre elevação nos índices de satisfação, bem-estar, e na avaliação de saúde psíquica desse paciente.

Paragó citou como exemplo o fato dos hospitais administrados pela Pró-Saúde apresentarem índices de satisfação dos usuários sempre acima de 90%. “Temos uma estrutura que chamamos de Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) que é quem conduz a organização de processos dentro de cada um dos nossos hospitais, no sentido de construir uma atenção centrada no paciente e mais segura. Isso garante o andamento e a melhoria continuada dos processos em cada uma das nossas Unidades”, afirmou.

Quando questionado sobre qual o maior desafio nesse processo, ele afirmou que: “É uma forma um pouco diferente de entender o Sistema de Saúde do que vinha sendo conduzido nas últimas décadas, onde havia um grande tecnicismo, um cuidado centrado no médico. Acho que a maior dificuldade é essa mudança de paradigma, é trazer o paciente como a figura mais importante do cuidado para toda a força de trabalho da instituição”.

A nutricionista e diretora de Ensino e Pesquisa da Fundação Santa Casa do Pará, Pilar Moraes, concordou com o discurso do médico. Ela que fez questão de acompanhar de perto toda a palestra, declarou que a reflexão proposta por Paragó foi crucial para o desenvolvimento do seu trabalho. “Essa palestra me trouxe muita reflexão, muitas estratégias de caminhos que podemos trabalhar de forma mais coletiva, com uma formação Multiprofissional para que a médio/longo prazo tenhamos profissionais efetivamente centrando o cuidado no paciente”.

 

Pará

Em relação ao trabalho desenvolvido no estado do Pará, o médico Fernando Paragó, que já morou no estado em 1993, ressaltou que tem uma visão muito positiva da saúde e da formação profissional da área médica do Pará. “O Sistema de Saúde do Pará tem se estruturado ao longo dessa última década de uma forma diferenciada em relação a outros estados. Por isso, acredito que esse evento é um reflexo dessa estrutura de saúde que se tem aqui e dos entendimentos de processos”, disse.

A Pró-Saúde gere, atualmente, sete hospitais públicos no Pará, sendo que cinco já são certificados pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), um reconhecimento externo de que os processos têm se construído de forma segura e com maior qualidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of